Rali de Portugal: Armindo Araújo venceu e assumiu liderança do Campeonato Nacional

| Rali de Portugal

|

O piloto português Armindo Araújo (Hyundai i20 R5) venceu o Rali de Portugal, quarta prova do calendário nacional de 2018, e assumiu a liderança do campeonato nacional.

O tetracampeão nacional, de 2003 a 2006, triunfou com uma vantagem de 2.57,7 minutos sobre Miguel Barbosa (Skoda Fabia R5), com quem manteve uma luta animada ao longo das 12 classificativas da prova.

Hoje de manhã, para as últimas três classificativas pontuáveis para o campeonato nacional, a diferença era de 9,3 segundos, que o piloto da Hyundai Portugal dilatou para 10,8 após a passagem pela classificativa de Vieira do Minho (17,5 km).

Em Cabeceiras de Basto (22,22 km), Armindo Araújo voltou a ganhar tempo a Miguel Barbosa e chegou a Amarante (37,6 km), última e mais longa classificativa do rali, com uma vantagem confortável de 17 segundos. Problemas na especial para o piloto do Skoda deixaram a diferença final em 2.57,7 minutos.

O piloto da Vila das Aves, somados os pontos pela vitória para o campeonato, que lhe dão a liderança, segue rumo ao segundo objetivo que havia traçado para o Rali de Portugal, o de ser o melhor português no final da sexta prova do Mundial de ralis que termina no domingo.

Após o afastamento precoce de outros candidatos à vitória, como José Pedro Fontes (Citroen C3 R5) e Pedro Meireles (Skoda Fabia R5), Diogo Salvi (Skoda Fabia R5) fechou o pódio, mas nunca teve andamento para os dois da frente.

Após as primeiras quatro provas de 2018, Armindo Araújo é o novo líder do Campeonato Nacional de Ralis, ultrapassando na classificação geral os ausentes Ricardo Moura, que estava na frente, e o seu companheiro de equipa na Hyundai Portugal, o campeão em título, Carlos Vieira.

A próxima prova é o Rali Vidreiro, dias 8 e 9 de junho, que abre a época de asfalto no Campeonato de Portugal de Ralis 2018.

A informação mais vista

+ Em Foco

O ministro dos Negócios Estrangeiros considera, em entrevista à Antena 1, que Portugal tem a vantagem de não ter movimentos populistas organizados.

    Segundo um relatório da Amnistia Internacional, o número de mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal continua elevado.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.