António Costa apela à mobilização "contra o populismo e a xenofobia"

| Europa

O secretário-geral do PS, António Costa, apelou esta tarde, em Berlim, à mobilização contra o "populismo, a xenofobia, o protecionismo e os extremismos", que se combatem com "a verdade" e se "vencem com resultados".

Num discurso feito ao início da tarde, na Funkhaus, em Berlim, António Costa sublinhou a importância da mobilização dos socialistas e dos social-democratas.

"Agora que nós já saímos do Procedimento por Défice Excessivo, agora que a Grécia já saiu também, agora é altura de completarmos a União Económica e Monetária. É nos dias de sol que se arranja o telhado e devemos arranjá-lo antes que Salvini e Di Maio nos tragam novos dias de chuva", sublinhou António Costa.

O secretário-geral do Partido Socialista deu o exemplo português para evidenciar que "a melhor forma de combater o populismo é garantir que há sempre uma alternativa democrática".

"Claro que a democracia significa por essência compromisso e que a atual fragmentação eleitoral nas democracias liberais europeias exige soluções governativas de compromisso. Vocês aqui na Alemanha têm a Grande Coligação, na Grécia o Alexis Tsipras tem o apoio dos Gregos Independentes, e nós em Portugal temos um acordo parlamentar com partidos à nossa esquerda -- o Bloco de Esquerda, o Partido Comunista e o Partido Ecologista "Os Verdes". Cada um tem a sua experiência", destacou António Costa.

O líder do PS apontou ainda a "chave do sucesso e da estabilidade" da solução política portuguesa: "Cada um dos partidos manteve a sua identidade própria sem a tentação de ocupar o espaço político dos outros, o que faz com que tenhamos subido não à custa dos nossos parceiros, mas dos nossos adversários."

António Costa realçou que "mais do que uma moeda única, mais do que um mercado único, a Europa é uma comunidade de valores".

"Partilhar uma casa comum exige partilhar regras comuns como acontece em qualquer família. Podemos sentar-nos todos à mesa para partilhar uma refeição, mas não temos todos que comer o mesmo. Eu, prefiro um bom Eisbein com chucrute, mas o meu filho, que está de dieta, come peixe cozido e a minha nora um prato vegetariano", contou o secretário geral socialista, entre os risos da plateia.

Depois do discurso de António Costa, foi a vez do primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras falar, realçando também ele a importância de procurar soluções democráticas, evitando os extremismos.

"É a nossa responsabilidade evitar este pesadelo, é muito perigoso, não para os partidos, mas sim para as pessoas. A esquerda precisa de falar o idioma das pessoas (...) as esquerdas precisam de trabalhar juntas", sublinhou Tsipras.

Os dois discursos, de António Costa e Alexis Tsipras, foram introduzidos por Andrea Nahles, líder do Partido Social Democrata Alemão (SPD).

O SPD, partido que pertence à chamada "GroKo" (Grande Coligação), com o partido de Angela Merkel, a CDU, tem perdido cada vez mais popularidade. Nas últimas eleições regionais da Baviera e de Hesse, o partido caiu perto de 10 por cento nas votações.

Já o partido de extrema-direita alemão, Alternativa para a Alemanha (AfD), tem vindo a ganhar terreno, conseguindo garantir a presença em todos os dezasseis parlamentos regionais alemães.

Hoje e amanhã, o partido de Andrea Nahles, leva a cabo na Funkhaus, em Berlim, uma iniciativa com debates, conferências e `workshops`.

 

Tópicos:

Angela Merkel, Coligação Grécia, Democrata Alemão SPD, Funkhaus, Grécia Alexis Tsipras, Procedimento, Salvini,

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.