Confrontos em Bruxelas entre polícia e manifestantes de extrema direita

por RTP

Os manifestantes protestavam contra o Pacto Global das Nações Unidas para as Migrações. Para controlar a situação, as autoridades tiveram que recorrer a canhões de água e gás lacrimogéneo.

Era para ser uma manifestação num local confinado, mas a passividade da polícia permitiu que os manifestantes (perto de 5 mil) se deslocassem e
chegassem perto das instituições europeias. Aí começaram os confrontos.