Itália enfrenta Bruxelas e não abdica de défice de 2,4%

| Europa
Itália enfrenta Bruxelas e não abdica de défice de 2,4%

Reuters

O Governo italiano já fez saber que não vai abdicar do valor do défice para o próximo ano, de 2,4 por cento: a meta que Bruxelas chumbou.

O vice primeiro-ministro italiano, Luigi di Maio disse esta sexta-feira, dia em que vai reunir-se com o presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, que Itália não vai fazer cedências à Comissão Europeia nesta matéria.

O Executivo italiano tem até ao próximo dia 13 para apresentar uma proposta de Orçamento reformulada, depois de Bruxelas ter chumbado a primeira versão do documento.

Luigi di Maio explicou ainda que Itália vai cumprir os 2,4 por cento graças a cortes extra da despesa, caso seja necessário. O vice primeiro-ministro garante, apesar da crispação, que o Governo está empenhado em manter-se na Zona Euro.

A informação mais vista

+ Em Foco

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Rosa Luxemburgo, "uma das melhores cabeças do socialismo internacional", foi assassinada há 100 anos.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.