Eurodeputados: “Rússia já não é parceiro estratégico”

por RTP

O Parlamento Europeu aprovou um relatório que apela à revisão da parecia com a Rússia e a um eventual alargamento das sanções, em virtude da violação do direito internacional com a anexação da Crimeia.

O Parlamento Europeu quer reconsiderar as relações com a Rússia. Num relatório aprovado por 402 votos a favor, 163 contra e 89 abstenções, os eurodeputados dizem que o país já não é um parceiro estratégico e que a UE pode implementar novas sanções, caso a violação do direito internacional continue. Em Dezembro de 2018, o Conselho da UE prolongou até 31 de julho de 2019 as sanções económicas a vários setores específicos da economia russa.

Os eurodeputados apelam à aplicação integral dos Acordos de Minsk, assinados em 2014 entre a Ucrânia, a República Popular de Donetsk, a República Popular de Lugansk e a Rússia, na sequência da ocupação da Crimeia.

O Parlamento Europeu manifestou ainda preocupação com as ligações entre o governo russo e os partidos de extrema-direita emergentes na Europa, e as campanhas de desinformação com o objetivo de destabilizar as relações diplomáticas entre os Estados Membros.

Esta reportagem faz parte do programa “Europa Minha”, que pode rever aqui.