Pedro Marques preocupado com processo de saída "duro" após demissão de May

| Europa-Reino Unido

O candidato socialista europeu Pedro Marques mostrou-se hoje preocupado com a possibilidade de os conservadores britânicos que defendem um `Brexit` duro ganharem força com a demissão de Theresa May da liderança do Partido Conservador e do governo.

"Naturalmente preocupa-me que esta demissão de Theresa May possa significar que os `hard brexitiers`, dentro dos conservadores, as pessoas que querem um `Brexit` duro, ganhem força", disse aos jornalistas, à chegada a Moscavide, onde inicia hoje o último dia de campanha.

Para o cabeça de lista socialista, a demissão de May, que deverá efetivar-se a 10 de junho, significa que a Europa está "mais longe de um `Brexit` com acordo", ainda que Pedro Marques tenha a "secreta esperança" de que o Reino Unido venha a permanecer na União Europeia.

"A Europa tem que ser mais forte perante estas adversidades, perante este risco da saída do Reino Unido, reafirmando sempre a sua vocação atlântica", afirmou, defendendo que é nos momentos de incerteza que se deve ter o cuidado de não cair em "aventureirismos".

A primeira-ministra britânica anunciou hoje que vai demitir-se da liderança do partido Conservador, desencadeando uma eleição interna cujo vencedor assumirá a chefia do governo.

May mantém-se em funções até que o partido tenha eleito um novo líder, o que não deverá acontecer até ao final de julho.

Enquanto primeira-ministra, não pode renunciar até que esteja em posição de dizer à rainha Isabel II quem esta deve nomear como sucessor.

Considerando que, agora, "a bola está do lado do Reino Unido", Pedro Marques lembrou que a Europa fez um acordo "muito extenso", propondo "várias modalidades", e disse esperar que, perante as "várias possibilidades", os britânicos não escolham o `Brexit` descontrolado.

"Caso venham a decidir sair, que decidam por um `Brexit` com acordo, que proteja as relações comerciais entre o Reino Unido e a Europa, a circulação das pessoas, dentro dos limites que estão estabelecidos, protegendo assim também os portugueses que estão no Reúno Unido e o turismo aqui no nosso país", concluiu.

O cabeça de lista do PS iniciou hoje o último dia de campanha na vila de Moscavide, no concelho de Loures, de onde parte depois para um almoço na cervejaria Trindade e a tradicional descida ao Chiado, em que estará presente também o secretário-geral o partido, António Costa.

Tópicos:

Brexit,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 7 de outubro de 1944, os trabalhadores forçados do Sonderkommando de Auschwitz-Birkenau atacaram os guardas da SS.

De A a Z. Uma infografia para conhecer como funciona o Parlamento.

    Os portugueses escolheram os seus representantes a 6 de outubro. Acompanhe toda a informação sobre as Eleições Legislativas.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.