Cuidadores de doentes reivindicam direitos

| Saúde
Cuidadores de doentes reivindicam direitos

A petição para a criação do estatuto do cuidador informal da pessoa com doença de Alzheimer e outras demências foi entregue na Assembleia da República em Outubro de 2016 e será discutida esta sexta-feira em plenário.

O grupo que lançou a petição, que juntou na altura mais de 14 mil assinaturas queixa-se que neste tempo pouco ou nada foi feito.

Sofia Figueiredo, dos cuidadores e familiares de doentes de Alzheimer e outras doenças neuro-degenerativas, diz que ano e meio depois se continua à espera.

Estima-se que existam em Portugal 800 mil cuidadores informais.

Sofia Figueiredo conta que estas pessoas passam por muitas dificuldades e que por isso precisam de auxílio para poderem ajudar.

A petição pede ainda que seja criado o dia nacional do cuidador, que seria assinalado a 18 de junho.

Cuidadores e familiares de doentes de Alzheimer e outras doenças neuro-degenerativas concentram-se esta sexta-feira de manhã junto ao parlamento.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.