Portugal vai pagar mais para a União Europeia

| Saúde
Portugal vai pagar mais para a União Europeia

Foto: Pedro Nunes - Reuters

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, diz que as contribuições nacionais para o orçamento europeu podem significar mais 600 milhões de euros por ano para Portugal pagar.

Se assim for, Augusto Santos Silva defende a necessidade de novas formas de taxação.

Por causa da saída do Reino Unido da União Europeia é preciso encontrar forma de compensar entre os 27 o que era o contributo de Londres.

Portugal defende um aumento da contribuição dos países para 1,23 por cento do rendimento nacional bruto, mas Bruxelas deverá viabilizar um crescimento dessas contribuições para 1,3 por cento. Nesse caso serão quase 600 milhões de euros anuais a pagar por Portugal.

Augusto Santos Silva afirmou em sede de comissão parlamentar de Assuntos Europeus que esse dinheiro terá de sair dos impostos pagos pelos portugueses.

O chefe da diplomacia portuguesa reiterou ainda a proposta do Governo português de criar novas taxas sobre transações financeiras, serviços digitais, bancos emissores de moeda ou sobre empresas poluentes.

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.