Éder: "Importante é vencer a Hungria"

| Seleção Nacional

Éder está pronto para continuar a marcar golos ao serviço da seleção
|

Éder é o porta-voz do desejo coletivo da seleção de Portugal em vencer a Hungria no jogo de qualificação para o Mundial2018.

Éder, autor do golo que garantiu a Portugal a conquista do Euro2016 de futebol frente à França, afirmou na manhã desta terça feira que já regressou "à realidade" e que o importante é vencer sábado a Hungria.


António Pedro Carvalho - RTP

"Já voltámos à realidade. Foi um momento marcante, continua a ser e vai ficar para sempre. O passado é fantástico, mas o presente e o futuro é muito mais importante", afirmou Éder, em conferência de imprensa, minutos antes do primeiro treino da seleção nacional na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Franceses não esquecem o desaire

Mais de oito meses depois do histórico golo marcado no Stade de France, em Paris, o avançado de 29 anos, que atua no Lille, admitiu que os franceses ainda não digeriram a derrota na final do Europeu e que a sua vida continua a não ser fácil no emblema gaulês.

"É complicado para eles (franceses) e percebo. Não quero estar a bater na mesma tecla. Já passou e é uma lembrança espetacular. Tem sido complicado, tem acontecido muita coisa, mas prefiro focar-me no que posso fazer. Eu dependo de mim. O que os outros fazem é lá com eles. Eu vou trabalhar para acabar a época em grande", referiu.

Éder espera pelo seu momento


Após o Campeonato da Europa, Éder foi titular no arranque da qualificação para o Mundial2018, na derrota por 2-0 na Suíça, mas nos restantes jogos acabou por voltar a ser relegado para o banco de suplentes.

"Não tenho jogado muito, mas o importante é a seleção e estar bem para quando for chamado poder responder da melhor forma. Todos os jogadores têm que estar preparados para ajudar a seleção", disse o avançado.

Para Éder, Portugal está obrigado a vencer todos os restantes jogos do Grupo B para poder alcançar o primeiro lugar, o único que dá acesso direito ao próximo Campeonato do Mundo, que vai decorrer na Rússia. Atualmente, a seleção nacional está no segundo posto a três pontos da Suíça.

"Queremos vencer todos os jogos e ter uma boa margem de diferença de golos. Vamos fazer tudo para ganhar à Hungria. É um adversário difícil e será como uma final para nós", considerou o antigo jogador de Sporting de Braga e Académica.



A importância de Cristiano Ronaldo


Éder, que tem 32 jogos e quatro golos marcados pela seleção portuguesa, abordou ainda a importância do capitão Cristiano Ronaldo na equipa e mostrou-se muito feliz por poder atuar ao lado do avançado do Real Madrid.

"Ele é fundamental para nós. É o melhor do mundo, é incrível", concluiu.

O jogo com a Hungria, da quinta jornada do Grupo B de qualificação para o Mundial2018, está marcado sábado, no Estádio da Luz, em Lisboa, às 19h45, enquanto o particular com a Suécia disputa-se a 28 de março, à mesma hora, no Estádio do Marítimo, no Funchal.

Após quatro jornadas, Portugal está no segundo lugar com nove pontos, menos três que a Suíça, que lidera, e mais dois que a Hungria, terceira colocada.

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    O incêndio de Pedrógão Grande provocou a morte de 64 pessoas e deixou mais de 200 pessoas feridas. Revisitamos os últimos dias com fotografias e imagens aéreas captadas com recurso a um drone.

      É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

      Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.