Francisco Neto tem esperança nas contas difíceis para atingir o Mundial

| Seleção Nacional

|

O selecionador português de futebol feminino, Francisco Neto, mostrou-se hoje esperançoso em levar Portugal ao Campeonato do Mundo de 2019, apesar de reconhecer que as contas de apuramento do grupo 6 estão muito difíceis.

“As contas não são fáceis, mas enquanto houver vida há esperança. Temos que fazer os nossos pontos, ser competentes e ter a consciência de que tudo demos. Infelizmente, houve momentos em que as coisas não saíram como desejámos”, começou por descrever, em declarações à agência Lusa, sem esquecer de enaltecer que “mesmo nas derrotas e empates os jogos foram equilibrados”.

Com apenas quatro pontos, no terceiro posto, Portugal vê a líder do grupo 6, a Itália, e a segunda classificada, a Bélgica, confortáveis e com um pé no Campeonato do Mundo. No entanto, para o selecionador os confrontos com as transalpinas e com a Roménia são duas finais para somar os seis pontos, ainda que em contextos diferentes.

“Acima de tudo, sermos competentes e disputarmos estes dois jogos como duas finais. São duas equipas com padrões de problemas diferentes, mas com grau de dificuldade enorme. À Itália falta um ponto para a qualificação e Roménia está numa fase de alguma transformação, remodelação, mas vão querer conquistar os três pontos. Portugal tem que estar ao mais alto nível”, argumentou.

Mesmo com probabilidades reduzidas de marcar presença em França, Francisco Neto assegura que a “motivação está sempre presente” e que as suas atletas estão “comprometidas e acarretam a responsabilidade de representar” Portugal.

Por fim, o técnico falou ainda das duas melhores equipas portuguesas no futebol feminino, Sporting e Sporting de Braga, aludindo às ‘dobradinhas’ consecutivas das ‘leoas’, que acabaram sempre por se superiorizar às ‘rivais’. No lote das 20 convocadas, Francisco Neto tem 10 atletas ‘leoninas’ e outras cinco dos 'arsenalistas'.

“Elas [jogadoras do Sporting de Braga] não estão felizes na totalidade, mas sabem que deram tudo, foram comprometidas e podia ter caído para os dois lados. O ambiente que aqui vivemos aqui [na seleção] é de saúde e dão-se muito bem. Muitas vezes são as do Sporting a puxarem pelas do Braga, já estão aqui há muitos anos e protegem-se umas às outras”, finalizou.

Portugal enfrenta a Itália na sexta-feira, no Estádio Artemio Franchi, em Florença, pelas 19:45, e a Roménia, no dia 12 de junho, no Estádio Municipal de Botosani, em Suceava, pelas 18:00.

A seleção portuguesa está no terceiro lugar, com quatro pontos, atrás da líder Itália, que tem 18, e da Bélgica, com 10, no segundo posto.

A informação mais vista

+ Em Foco

No mês do Mundial de futebol a RTP faz uma radiografia da vida na Rússia.

    Entrevista a António Mateus para o programa "Olhar o Mundo". Veja aqui.

    Um olhar aos altos e baixos da relação entre o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

      Dados revelados no Digital News Report de 2018 do Reuters Institute.