Rúben Dias quer ser "mais um para ajudar" Portugal, com "muita responsabilidade"

| Seleção Nacional

Legenda da Imagem
|

O central benfiquista Rúben Dias, a grande novidade nos eleitos de Fernando Santos para os particulares com Egito e Holanda, afirmou hoje ser "mais uma para ajudar" a seleção portuguesa de futebol, "com muita responsabilidade".

"Foi logo a seguir ao treino. Enviaram-me uma mensagem e fiquei logo feliz por saber da notícia", afirmou Ruben Dias, em declarações à BTV.

De acordo com o jovem central benfiquista, de 20 anos, que tem sido titular na equipa principal do Benfica, ao lado do brasileiro Jardel, o sentimento é de "felicidade, mas também de muita responsabilidade".

"Acho que, entre os dois, a responsabilidade acaba por ser o mais importante", disse Rúben Dias, afirmando que encara a seleção `AA` como o Benfica ou as seleções jovens de Portugal, sentindo-se "mais um para ajudar".

Para Rúben Dias, esta chamada é fruto do trabalho que fez "nas seleções mais jovens, na formação e agora na equipa principal" do Benfica, sob o comando de Rui Vitória.

"Todos me ajudaram muito e por isso só lhes estou grato por este caminho me ter levado até aqui", disse ainda o central dos `encarnados`.

Além de Rúben Dias, que nunca tinha sido chamado à seleção `AA`, são novidades nos eleitos de Fernando Santos, em relação aos últimos jogos de qualificação, em outubro, os defesas João Cancelo, Rolando, Fábio Coentrão e Raphaël Guerreiro e os médios Rúben Neves, Adrien Silva e Manuel Fernandes.

O `duelo` com o Egito está agendado para 23 de março, em Zurique, na Suíça, e o embate com a Holanda será três dias depois, em Genebra, igualmente em solo helvético.

Tópicos:

Cancelo Rolando Fábio Coentrão, Egito, Fernandes, Ruben, Rúben, Zurique,

Pesquise por: Cancelo Rolando Fábio Coentrão, Egito, Fernandes, Ruben, Rúben, Zurique,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Marinha tailandesa divulgou um vídeo sobre a operação de salvamento. Veja aqui todos esses momentos.

O neutrino, partícula cósmica, foi encontrado por sensores no fundo do gelo antártico pelo detetor IceCube.

A história de Ötzi começou quando um grupo de caminhantes na região alpina italiana de Oetztal tropeçou num cadáver.

Veja aqui imagens exclusivas em 360º da missão portuguesa.