José Peseiro garante Sporting "a top" no arranque do Campeonato

| Sporting

|

O treinador do Sporting, José Peseiro, garantiu hoje que a sua equipa estará em excelentes condições na estreia na I Liga portuguesa de futebol, frente ao Moreirense, em meados de agosto.

"Importa neste momento construir uma equipa forte, fazer um grupo de trabalho com seriedade, responsabilidade, consistência, sendo assertivos, fazer o melhor no dia a dia, para dia 10, 11 ou 12 estarmos no nosso melhor momento, a top, preparados para encarar o nosso primeiro jogo dentro do que é a exigência deste clube. Porque estar no Sporting é querer vencer e vamos estar a top neste primeiro jogo", assegurou.

Em declarações à Sporting TV, fazendo o balanço dos primeiros dias da pré-temporada, Peseiro disse que cumpriu com sucesso os primeiros três objetivos.

"O primeiro era desenvolver as competências e as dimensões de treino, o segundo introduzir exercícios das nossas metodologias e do nosso estilo de jogo e o terceiro avaliar os recursos que temos em todas as vertentes, tentando darmo-nos a conhecer e conhecer. Quero valorizar empenho, entrega que todos demonstraram, dizendo que estão presentes e que querem dignificar esta camisola", afirmou.

O Sporting parte na segunda-feira para um estágio na Suíça, que o treinador diz ser importante porque vai "ter competição e ter um espaço de avaliação mais preciso, mais específico".

A informação mais vista

+ Em Foco

A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

O economista guineense Carlos Lopes, em entrevista à RTP, considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.