Sporting entra a vencer na Ronda de Elite da `Champions` de futsal

por Lusa
Pedro A. Pina - RTP

Dois golos de Alex Merlim e outro de Diego Cavinato deram hoje a vitória ao Sporting frente aos croatas do Olmissum, por 3-1, na abertura do Grupo B da Ronda de Elite da Liga dos Campeões de futsal.

Depois de uma primeira parte sofrida, apesar do domínio das ações de jogo, o Sporting, campeão da Europa, arrancou para a glória na segunda parte, embora na ponta final tenha mostrado dificuldades quando o Olmissum apostou no cinco para quatro.

Um resultado que coloca o Sporting a dividir a liderança com os russos do Ekaterinburg que hoje venceram os holandeses do Hovocubo, por 5-1, equipa que na sexta-feira, às 18:00, mede forças com os `leões`.

Com um início de jogo muito dividido, o Sporting foi mostrando algum ascendente. Zicky teve por duas vezes oportunidade de colocar os campeões europeus em título em vantagem, mas não teve a frieza necessária para o fazer. Aos quatro minutos, Waltinho rematou à trave da baliza a cargo de Josip Bilandiz.

Miguel Ângelo, aos nove, viu António Sekulic, em cima da linha de golo, negar-lhe a inauguração do marcador, depois de um remate cruzado, de fora da área. Contudo, Alex Merlim, segundos depois fez um 1-0, com uma `bomba`, lançada da zona dos nove metros.

Apesar do golo sofrido, o Olmissum manteve o mesmo estilo de jogo, a pressionar o portador da bola do Sporting e a fechar-se muito bem no seu último terço do terreno.

Se no capítulo defensivo estava a criar muitas dificuldades aos comandados de Nuno Dias, no ofensivo nem por isso, em várias ocasiões, o guarda-redes Guitta aproveitou para subir no rinque para oferecer superioridade numérica ao Sporting.

O `magro` 1-0 ao intervalo acabava por premiar o Olmissum, sobretudo pelo trabalho feito pelo guarda-redes Josip Bilandzic, que, por exemplo, negou o golo a Carinal a três segundos do final da primeira parte.

O Sporting não podia ter entrado melhor no segundo tempo, com Diego Cavinato a fazer o 2-0, após assistência de Waltinho.

A formação de Alvalade puxou dos galões e abriu por completo a, até então, defesa bem organizada croata com o `mago` Alex Merlim a bisar no encontro, aos 24 minutos, após uma excelente jogada e assistência do capitão João Matos.

O cronómetro ia avançando e não havia vislumbre de reação por parte do Olmissum, que curiosamente passou a ser vítima da ideia que trouxe para o jogo: pressionar o portador da bola.

O campo parecia estar inclinado, tal era a pressão que os campeões nacionais e europeus iam colocando no jogo, valendo ao Olmissum as defesas de Bilandzic.

Muito raramente os croatas conseguiam passar a linha de meio-campo, motivo pelo qual passara a jogar no cinco para quatro, com Postruzin a fazer de guarda-redes avançado.

Foi nessa fase que os croatas controlaram a posse de bola e encostaram o Sporting à cordas, conseguindo chegar ao tento de honra, com o golo de Nikola Pavic, aos 39 minutos, após passe de Matej Horvat.

Tópicos
pub