Taça Davis: João Sousa dá vantagem a Portugal no primeiro encontro de singulares

| Ténis

|

O tenista português João Sousa venceu hoje o primeiro encontro de singulares entre Portugal e Ucrânia da primeira eliminatória do ‘play off' do Grupo I da Zona Europa/África da Taça Davis, em Bucha, na Ucrânia.

João Sousa, 49.º do ‘ranking’ mundial ATP, colocou Portugal em vantagem no duelo com os ucranianos, ao bater Illya Marchenko, antigo top-50 e atual 337.º ATP, por 4-6, 6-2 e 6-3.

Ainda hoje, no piso rápido do Campa Tennis Club, o segundo encontro de singulares será disputado por Pedro Sousa, número dois português e 144.º ATP, e o número um ucraniano, Sergiy Stakhovsky (142.º), que em julho se impôs a João Sousa na primeira ronda de Wimbledon.

Depois de ter sido beneficiada com um ‘bye’ na primeira ronda e ter cedido perante a Suécia (3-2), na segunda jornada em abril, Portugal disputa agora com a Ucrânia a permanência no Grupo I da Zona Europa/África.

A equipa vencedora garante automaticamente a permanência no Grupo I, enquanto a seleção derrotada terá ainda mais uma ronda de ‘play off', diante da África do Sul, para tentar evitar a descida de Divisão.

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.