Ouvir
Debate Africano
Em Direto
Debate Africano Coordenação de João Pereira da Silva

Livro KILÊLÊ – A Dança sagrada sagrada do falcão

Livro KILÊLÊ – A Dança sagrada sagrada do falcão


Kilêlê, dança e culto, exorcismo e sagração. Dessa dança, poesia do corpo, fala a poetisa Olinda Beja nos poemas deste KILÊLÊ – A DANÇA SAGRADA DO FALCÃO. Da análise indignada com a proibição, em 1925, da prática da “dança libidinosa”, sob o batuque dos tambores e ganzás da palavra poética, o bailado atravessa o tecido da palavra que surge bela, altaneira, liberta como o voo do pássaro.
A sensibilidade que emana da construção das imagens poéticas, no texto de Olinda Beja nos belos poemas deste livro, arrebata o leitor em volteios pelos salões do universo da poesia, de prazeres e reminiscência renovados a cada movimento.

Olinda Beja nasceu em Guadalupe, São Tomé e Príncipe. É Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas pela Universidade do Porto e pela Universidade Aberta em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. Foi professora do ensino secundário em Portugal e de língua e cultura portuguesas (e lusófonas) na Suíça.

Olinda Beja tem 22 livros publicados, entre poemas, contos, romances e infanto-juvenis. Seus poemas e contos encontram-se traduzidos para o espanhol, francês, inglês, árabe, chinês e esperanto.
Chá do Príncipe: Fyá Xalela (2017) e Kilêlê: a dança sagrada do falcão (2021) fazem parte do catálogo de edições da Rosa de Porcelana.