Ouvir
Musica sem Espinhas
Em Direto
Musica sem Espinhas Com Nuno Sardinha.

Manuel Jorge Marmelo vence Prémio Literário Casino da Póvoa 2014

Romance 'Uma Mentira Mil Vezes Repetida' merece distinção do Júri e recebe prémio no valor de €20 mil. Escritor desempregado há mais de um ano agradece "suplemente de ânimo"

Manuel Jorge Marmelo venceu o Prémio Literário Casino da Póvoa 2014, no valor de 20 mil euros, com o romance 'Uma Mentira Mil Vezes Repetida', publicado em 2011 pela Quetzal.

O júri, constituído por Isabel Pires de Lima, Carlos Quiroga, Patrícia Reis, Pedro Teixeira Neves e Sara Figueiredo Costa, escolheu a obra de uma lista de quinze finalistas e de um total de 180 a concurso. O prémio será entregue no próximo sábado, dia 22, na sessão de encerramento da XV edição do festival literário Correntes d’Escritas.

'Uma Mentira Mil Vezes Repetida' recebeu o aplauso unânime da crítica aquando da publicação. A atribuição deste prémio é um reconhecimento pela extraordinária qualidade deste livro mas também a consagração do percurso literário de Manuel Jorge Marmelo. "O principal mérito de MJM está na forma como consegue manter a sensação de claustrofobia narrativa, sem deixar que o leitor se perca no caos de repetições, incongruências e "solavancos lógicos". Muito bem escrito, o livro oferece-nos pelo menos dois pastiches brilhantes: um de García Márquez (a cidade de Polvorosa, uma espécie de Macondo onde se produz cacau em vez de bananas); outro de Thomas Pynchon (a barafunda postal de Granada)."

Manuel Jorge Marmelo nasceu em 1971, no Porto. Estreou-se na literatura em 1996 e publicou, de então para cá, mais de vinte títulos. Conquistou, em 2005, o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco com o livro 'O Silêncio de um Homem Só'. É o autor de, entre outros, 'Aonde o Vento me Levar', 'As Mulheres Deviam Vir com Livro de Instruções', 'O Amor É para os Parvos' e 'Somos Todos um Bocado Ciganos'.

Oiça a reação do escritor português, entrevistado na Póvoa de Varzim pela jornalista Fernanda Almeida.