Ouvir
A Hora dos Ouvintes
Em Direto
A Hora dos Ouvintes Com Vasco Dinis

Remna Schwarz apresentação a solo | ZDB dia 9 setembro em Lisboa

Remna Schwarz apresentação a solo | ZDB dia 9 setembro em Lisboa


Estado de Nova York…auditório do ensino médio…os corações saltam do peito… O diretor musical faz um sinal para que a banda comece…Remna Schwarz dá dois à frente e olha para a plateia…inicia seu solo vocal, o coro responde delicadamente…logo, ele começa a improvisar, dominado pela emoção…
Surpreendido, o publico aclama-o…Remna recebe o seu chamado…Nessa altura com 13 anos…
Os anos passados no Senegal, onde nasceu, de uma união entre uma mulher descendente de cabo-verdianos e um músico e ativista bissau-guineense, forjaram sem dúvida sua personalidade. A sua errância em países como a República Democrática do Congo, o Mali, a Guiné Bissau, Portugal, a França e os EUA são notados quando Remna Schwarz compõe, canta ou fala.
É certo que a sua experiência no Hip Hop, as suas aventuras de backing vocal em uma banda de Reggae e a sua escuta da Música de sua terra natal e do mundo o prepararam para compor. Tal como Keziah Jones ou Ben Harper, vemos a conexão entre o homem e o violão como um fator predominante para a composição, por isso. não é de admirar que os cantores como a ENEIDA MARTA, KARYNA GOMES, FATU DIAKITE, SARA TAVARES e muito mais, queiram que ele componha para eles. Quando ele não está a escrever ou a apresentar-se em palco, as suas habilidades de produção são chamadas para apoiar projetos como a DEEDO, a primeira Plataforma Digital de Stream Musical PANAFRICANA da qual ele é um embaixador orgulhoso hoje, ou, é convidado a participar com outros grandes músicos como LUIZ CARACOL.
"Tudo o que ganhei e aprendi foi reinvestido no meu crescimento musical". Músico autodidata, compositor, produtor, cantor, suas aulas na École de Musique du quartier La Source em Orléans, França, suas práticas auditivas com professores da Escola Superior de Música de Lisboa (Portugal) e Universidade do Rio Grande do Sul (Brasil) explicam sua dedicação e justificam os ganhos que obteve através de eventos como o primeiro lugar no TREMPLIN BACKSTAGE 2004; O PRIX DECOUVERTES para PRINTEMPS DE BOURGES em 2005; As semifinais no concurso EMERGENZA no mesmo ano; Atuar na primeira parte de concertos de artistas como AYO, DARAA-J ou LOKUA KANZA; Apresentar-se regularmente no BAISER SALE em PARIS, juntamente com grandes nomes da World Music.
O seu single KERENSA esteve quatro semanas consecutivas classificadas nos 10 melhores MUSICAS MAIS OUVIDAS com o programa SEM ESPINHAS em RDP (estação de rádio que cobre toda a CPLP); NHA BALANTA (do seu próximo álbum) esteve igualmente duas semanas no TOP 10; O tema KABALINDADI com a musica escrita por ele e interpretada pela ENEIDA MARTA, fez parte da banda sonora principal do várias vezes nomeado e premiado filme “O ESPINHO DA ROSA”, do diretor de cinema FILIPE HENRIQUES.
Remna foi também o primeiro artista, juntamente com BINHAM QUIMOR a representar GUINÉ BISSAU na TURNÉ SUB-REGIONAL do Centro Cultural Francês na África Ocidental em 2013.
O tão aguardado álbum ZONA ZERO é uma consolidação de sua herança. Seu pai JOSE CARLOS SCHWARZ é um ícone da cultura da GUINE BISSAU e da CPLP. A responsabilidade está em jogo, mas o desafio é bem aceite. As viagens que o levaram de um lado para o outro entre a Europa e a África influenciaram o artista a encontrar uma nova linguagem.
"A espinha dorsal é a África, a carne é tudo o resto. Eu imagino músicas como pinturas e pinto preocupações políticas, problemas sociais, amor, traição ou diversão com qualquer cor que me apeteça, mesmo que o sistema e as convicções estabelecidas digam o contrário convenção ... afinal, eu sou um artista ".


www.remnaschwarz.com