Ouvir
Musica Non Stop
Em Direto
Musica Non Stop Com Carlos Pedro

Guiné/Eleições: Partidos políticos assinam código de conduta e ética eleitoral

Os 21 partidos políticos aprovados pelo Supremo Tribunal de Justiça para participar nas eleições legislativas na Guiné-Bissau, marcadas para 10 de março, assinam hoje no parlamento um compromisso pela paz e tolerância política no período eleitoral.

Guiné/Eleições: Partidos políticos assinam código de conduta e ética eleitoral

 

O objetivo do código de conduta e ética eleitoral é o de contribuir para que as eleições legislativas decorram num clima de paz, tolerância política, com respeito pela legalidade democrática, incluindo a aceitação dos resultados eleitorais.

O código de conduta e ética eleitoral vai ser assinado na Assembleia Nacional Popular na presença do Presidente da República, José Mário Vaz, e dos representantes das organizações internacionais presentes no país.

O documento é assinado numa altura em que aumentou a tensão política no país, depois de na sexta-feira um protesto de alunos ter culminado na paralisação da cidade de Bissau, com as principais estradas e avenidas cortadas com pneus a arder e com atos de vandalismo contra as sedes de vários partidos políticos, bem como do Palácio do Governo, Palácio de Justiça e outros edifícios e bens materiais.

A Guiné-Bissau vive uma crise política há cerca de três anos, que começou com a demissão de Domingos Simões Pereira, presidente do PAIGC, partido que venceu as eleições legislativas em 2014, do cargo de primeiro-ministro.

Desde então já foram nomeados sete primeiros-ministros, um dos quais por duas vezes.

As eleições legislativas estiveram inicialmente marcadas para 18 de novembro, mas dificuldades técnicas e financeiras, principalmente ao nível do recenseamento eleitoral, levaram ao adiamento do escrutínio para 10 de março.