Ouvir
JORNAL ÁFRICA - Edição da Manhã
Em Direto
JORNAL ÁFRICA - Edição da Manhã Edição de João Pereira da Silva

Grupo armado mata uma pessoa em novo ataque no norte de Moçambique

Um grupo armado matou uma pessoa e feriu gravemente outra na noite de terça-feira na aldeia de Nacutuco, perto de Mucojo, zona remota do norte de Moçambique, disseram hoje residentes à Lusa.

Grupo armado mata uma pessoa em novo ataque no norte de Moçambique



O grupo disparou armas de fogo e usou catanas para atacar a povoação, pelas 20:30 (menos duas horas em Lisboa), saqueou diversos bens e incendiou 14 barracas de venda informal.

A descrição do ataque coincide com um padrão registado desde há um ano na região, numa onda de violência em locais remotos de Cabo Delgado que, depois de relativa acalmia, registou este mês um agravamento.

Seis homens adultos foram encontrados mortos, no meio do mato, no distrito de Nangade, junto à fronteira com a Tanzânia, no dia 12, depois de terem saído para caçar, sendo os corpos encontrados com sinais de ataque com catanas.

Dez dias depois, na última quinta-feira, um grupo armado matou nove pessoas e incendiou casas num povoado do mesmo distrito.

As autoridades, apesar de contactadas, não têm prestado informação sobre a situação.

Desde há um ano, segundo números oficiais, já terão morrido cerca de 100 pessoas, entre residentes, supostos agressores e elementos das forças de segurança.

A violência em Cabo Delgado (2.000 quilómetros a norte de Maputo, no extremo norte de Moçambique, junto à Tanzânia) ganhou visibilidade após um ataque armado a postos de polícia de Mocímboa da Praia, em outubro de 2017.

Na altura, dois agentes foram abatidos por um grupo com origem numa mesquita mesquita local que pregava a insurgência contra o Estado e cujos hábitos motivavam atritos com os residentes, pelo menos, desde há dois anos.

Depois de Mocímboa da Praia, os ataques têm ocorrido sempre longe do asfalto e fora da zona de implantação de fábricas e outras infraestruturas das empresas petrolíferas que vão explorar gás natural, na península de Afungi, distrito de Palma.