Ouvir
Ao meio-dia
Em Direto
Ao meio-dia Com João Diogo

O procurador guineense disse que as presidenciais foram transparentes


(Jornalista Waldir Araújo)

O Ministério Público Guineense disse hoje que não registou irregularidades durante todo o processo das eleições presidenciais, em cuja fiscalização participou com mais de setenta Magistrados distribuídos pelo país.

O Procurador Geral da República Ladislau Embassa escusou-se, no entanto, a falar do contencioso eleitoral, remetendo para as "entidades próprias que estão a tratar desse assunto".

Ladislau Embassa disse ainda que o balanço da participação do Ministério Público no processo eleitoral é positivo e o que foi testemunhado que "não pode pôr em causa a integridade eleitoral".