Ouvir
MANUAL DE INSTRUÇÕES
Em Direto
MANUAL DE INSTRUÇÕES

Portugal reforça a cooperação no projeto "Saúde para Todos"

O projeto "Saúde para Todos -- Rumo à sustentabilidade 2017-2020" será executado pelo Instituto Marquês de Valle Flôr (AMVF)

Portugal reforça a cooperação no projeto Saúde para Todos


A cooperação portuguesa vai continuar a financiar o programa Saúde para Todos em São Tomé e Príncipe com uma verba de 3,88 milhões de euros nos próximos quatro anos, de acordo com um protocolo assinado hoje em Lisboa.

O projeto "Saúde para Todos -- Rumo à sustentabilidade 2017-2020" será executado pelo Instituto Marquês de Valle Flôr (AMVF) e visa "contribuir para o acesso universal da população de São Tomé e Príncipe a cuidados de saúde de melhor qualidade", de acordo com o texto do protocolo.

O programa tem ainda como objetivo promover a "sustentabilidade dos cuidados preventivos e primários" de saúde e consolidar "a prestação de cuidados especializados e manutenção do sistema de telemedicina".

O protocolo foi assinado pelos chefes da diplomacia de Portugal, Augusto Santos Silva, e de São Tomé e Príncipe, Urbino Botelho, e pelo preside da AMVF, Paulo Telles de Freitas.

A verba será disponibilizada quase na totalidade pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua (3,6 milhões de euros).

Em 2017, a Direção Geral de Saúde de Portugal assegura o cofinanciamento de missões médicas de especialidade e do reforço da telemedicina, no valor de 70.000 euros.

Segundo o protocolo, este programa está de acordo com as prioridades estabelecidas pelo Governo são-tomense e com o Programa Estratégico de Cooperação entre os dois países para o período 2016-2020, no valor de 57,5 milhões de euros.

A AMVF promove há quase 30 anos o programa Saúde Para Todos em São Tomé e Príncipe, tendo iniciado um programa de telemedicina em março de 2011.

Este protocolo foi assinado no âmbito da visita a Portugal do Presidente de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, que se desloca na quinta-feira às instalações da AMVF.