Ouvir
SIMULTÂNEO COM A ANTENA 1
Em Direto
SIMULTÂNEO COM A ANTENA 1

"Vistos recusados apenas a 2 dos 49 bolseiros" - Diretor Geral do Ensino Superior de Cabo Verde

Vistos recusados apenas a 2 dos 49 bolseiros - Diretor Geral do Ensino Superior de Cabo Verde


O Presidente do Instituto Politécnico de Bragança, Portugal, Sobrinho Teixeira, denunciou, no início da semana, a recusa, que ele considerou de anormal, de vistos a estudantes cabo-verdianos e pediu a intervenção do governo português. A situação não é tão alarmante, de acordo com o Diretor Geral do Ensino Superior de Cabo Verde, Aquilino Varela, no que tange aos alunos bolseiros, mas com os que procuram as universidades portuguesas por conta própria.

O instituto Politécnico de Bragança aguardava, para este ano letivo, 1.100 candidatos oriundos de Cabo Verde, mas até o momento apenas trinta conseguiram o visto.

Sobre a polémica dos vistos, Aquilino Varela diz que os serviços de acesso ao ensino superior contactaram todos os bolseiros e que foram recusados os vistos "apenas a dois dos 49 alunos e que 15 estão à espera do processo".

Aquilino Varela faz notar que as instituições de ensino superior fora dos grandes centros urbanos em Portugal são atrativos para os estudantes cabo-verdianos pelos vários incentivos sociais que ali encontram, ao contrário do que se passa nas instituições do país.

A direção-geral do ensino superior fez saber ainda que está em contacto com o NOSI, Núcleo Operacional para a Sociedade de Informação, no sentido de criar uma plataforma digital para seguir os estudantes desde que recebem o visto, no processo de matrícula e ao longo do ano.