Ouvir
Império dos Sentidos
Em Direto
Império dos Sentidos Paulo Alves Guerra / Produção: Ana Paula Ferreira

Argumentos de Óperas, Obra


Lucio Silla

Ópera em três atos

LibretoGiovanni de Gamerra

Estreia26 de Dezembro de 1772, Teatro Ducal de Milão

Antecedentes
Depois do sucesso de Mitridate, a ópera séria que lhe fora encomendada pelo Teatro Ducal de Milão para a temporada de 1770-1771, era pedido a Mozart que compusesse outra ópera para a cidade de Milão, desta faita, para a temporada de 1771-1772. Mas ao contrário de Mitridate, o libreto de Lúcio Silla seria completamente novo. O seu autor seria Giovanni de Gamerra (1743-1803), um capelão que era conhecido como Governador Geral da Lombardia. Tendo em conta as convenções da época, Mozart só escreveu as árias depois de chegar à cidade com o seu pai, Leopold, no dia 4 de Novembro de 1772 - esperava-se que os cantores participassem no processo de criação das árias, sendo que Mozart teria que esperar para poder ouvi-los. A estreia da ópera acontecia assim no dia 26 de Dezembro de 1772.

ResumoA acção da ópera tem lugar em Roma. Cecilio, um senador banido pelo ditador Silla, regressa secretamente à capital do império para saber do seu amigo Cinna que a sua noiva Giunia foi forçada a viver no palácio com Silla. Lá, Giunnia é galanteada pelo ditador que se vê dividido entre uma aproximação gentil, como lhe aconselhara a sua irmã, Célia, e uma aproximação mais decidida, como lhe aconselhara o seu amigo Aufidio. Giunia trava os seus avanços e vai rezar para junto do túmulo de seu pai juntamente com outros nobres romanos que anseiam por se libertarem do jugo de Silla. Lá ela encontra-se com Cecilio.

Giunnia decide então seguir o conselho de Cinna: deverá casar-se com Silla e quando ele estiver a dormir, assassiná-lo. Silla pede-lhe a mão publicamente no Capitólio. Ele acredita que o casamento resulte no final dos levantamentos civis contra a sua liderança. Cecilio aparece de espada em riste e é levado preso.

Cinna vai visitar Cecilio à prisão e implora a Célia que interceda junto de seu irmão pela libertação de Cecilio. Entretanto Giunia está preparada para morrer juntamente com o jovem encarcerado. Quando tudo parece estar sem remédio, a intercessão de Célia surte efeito e Siilla resolve abdicar perdoando tudo e todos.