Ouvir
Mezza-Voce
Em Direto
Mezza-Voce André Cunha Leal / Produção: Susana Valente

Letras de Canções


Wiosna / Primavera

Letra Original:


Wiosna (Stefan Witwicki)

Blyszcza, krople rosy, mruczy zdrój po bloni,
Ukryta we wrzosy gdzies jalówka dzwoni.
Piekna, mila blonia leci wzrok wesolo,
Wkoto kwiaty wonia,kwitna gaje wkoto.

Pas sie blakaj trzódko, ja pod skata siede,
Piosnke luba, slodka spiewac sobie bede.
Ustron mila, cicha! Jakis zal w pamieci,
Czegos serce wzdycha, w oku lza sle kreci.

Lza wybiegla z oka, ze mna strumyk splewa,
Do mnie sie z wysoka skowronek odzywa.
Lot rozwija chyzy, ledwo widny oku,
Coraz wyzej, wyzej zginal juz w obloku.

Ponad pola, niwy, jeszcze plosnke glosi
I spiew ziemi tkliwy w niebo az zanosi!

Tradução para Português:


Primavera (Stefan Witwicki)

O orvalho brilha, nos campos murmura o riacho,
Algures na bruma soa um chocalho de bezerra.
Sobre o belo e doce prado erra com alegria o meu olhar;
As flores perfumam o ar; por toda a parte os bosques florescem.

Vai pastar, meu rebanho; eu sento-me sob este rochedo,
Cantando a minha querida canção.
O lugar é belo, tranquilo! Um desejo envolve-me,
O meu coração suspira, uma lágrima, uma lágrima aflora no meu olho.

A lágrima cai, o riacho canta comigo.
Lá em cima uma cotovia faz-me companhia.
Ela sobe depressa, apenas aos olhos visível -
Cada vez mais alto, desaparecendo nas nuvens.

Mas sobre os campos e nas planícies, o seu canto proclama
A doce canção da terra que ela leva até aos céus!