Para ler e reler Sophia
"Sophia, na Primeira Pessoa" — filmando através das palavras

Documentário  

Para ler e reler Sophia

Entre os títulos de produção portuguesa disponíveis nas plataformas de streaming, "Sophia, na Primeira Pessoa" propõe-nos uma viagem através das palavras de Sophia de Mello Breyner Andresen — autobiografia rima com poesia.

Eis o regresso de um filme que, em tempos de regresso às salas, exemplifica um contraponto importante. A saber: a "reposição" nas plataformas de streaming de títulos com níveis de difusão mais limitados.

"Sophia, na Primeira Pessoa", disponível na Zero em Comportamento, é um documentário sobre Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004) que segue uma estratégia simples e didáctica: revisitar documentos que ajudem a compreender o universo plural e fascinante de Sophia, sem ceder ao "vício" da biografia banalmente descritiva.

Produzido pela RTP, realizado por Manuel Mozos, "Sophia, na Primeira Pessoa" vive, assim, daquilo que o título identifica — são palavras de Sophia, desde os seus poemas até alguns belos momentos de diálogo, incluindo uma conversa com Fernando Assis Pacheco, datada de 1995.

De tal modo que imagens e sons se enredam num novelo que, sendo autobiográfico, é, acima de tudo, poético e prospectivo. Dir-se-ia que assistimos à edificação de um retrato em que a poetisa se expõe como autora da sua própria imagem e, ao mesmo tempo, descobrindo outros rostos e narrativas que a habitam — é também uma via possível para nos levar a ler e reler Sophia.

por
publicado 00:17 - 20 junho '20

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Português