Desporto

Inscrições para o MIUT 2017 esgotadas

Apenas a prova mini, de 16 quilómetros, tem ainda vagas em aberto

Inscrições para o MIUT 2017 esgotadas
As inscrições para o Madeira Island Ultra Trail (MIUT), prova do circuito mundial da modalidade que irá decorrer a 22 de abril de 2017, estão esgotadas 18 dias após terem sido abertas, tal como duas outras provas.

O feito foi visto com grande satisfação pelo diretor do MIUT, Sidónio Freitas, que admitiu não estar à espera de uma adesão assim tão rápida, embora tenha destacado que a popularidade da prova tem crescido nos últimos anos.

"É com enorme prazer que vemos a adesão ao nosso evento. Nos últimos dois anos, a adesão tem sido maior e cada vez mais rápida", afirmou à agência Lusa.

Além da prova principal, o MIUT, de 115 quilómetros, esgotada com 802 atletas inscritos, também a Ultra, de 85 quilómetros, com 410 inscritos, e a maratona, de 42 quilómetros, com 616 inscritos, preencheram os lugares disponíveis desde a abertura das inscrições, a 1 de outubro.

Apenas a mini, de 16 quilómetros, tem ainda vagas em aberto, mais concretamente 167 lugares para o limite de 500 inscrições.

Para Sidónio Freitas, as inscrições esgotadas são uma grande ajuda, pois agora a organização tem mais tempo para se focar nas questões de logística.

"Isto vai-nos permitir trabalhar mais calmamente na preparação logisticamente e evitar custos adicionais na encomendação", referiu, o que implica não efetuar encomendas de "última hora" como aconteceu no passado.

Em relação aos atletas de elite internacional convidados para a prova madeirense, ainda não há resposta, mas Sidónio Freitas não pretende pressionar tendo em conta que muitos estarão numa prova neste fim de semana, na ilha Reunião, situada a este de Madagáscar. O assunto deverá ficar resolvido em "meados de novembro", garantiu.

A perspetiva é de que o MIUT continue a crescer nos próximos anos e o diretor da prova tem uma opinião otimista para o futuro.

"Seria muito bom para nós continuar desta forma, pela modalidade que é, pelo destino Madeira e também pela qualidade do evento", realçou.


C/Lusa