Comunidades

347anos de Parabéns à Florianópolis, a cereja do bolo Lélia Pereira Nunes

347anos de Parabéns à Florianópolis, a cereja do bolo Lélia Pereira Nunes
347 anos de Florianópolis, a cereja do bolo

Florianópolis é reverenciada como o melhor lugar para se viver no Brasil por ser uma cidade criativa, dinâmica, empreendedora e acadêmica. Qualidade de vida de seus moradores, competência científica, na pesquisa e no ensino superior e por aí vai... Florianópolis, tão bem adjetivada, aos poucos ganha um ar cosmopolita com a chegada de imigrantes de outros estados da federação e de outros países que a elegeram como sua terra de adoção.
É claro que nem tudo são flores e temos inúmeros entraves ao desenvolvimento pleno de uma cidade que cresce vertiginosa e sofre com colapsos urbanos desde segurança e imobilidade. Florianópolis enfrenta o desafio constante de assegurar qualidade de bem viver aos seus moradores. Para tanto é preciso que se imprima uma administração pública moderna no desenho do planejamento urbano e na gestão de pessoas. Responsabilidade de todos os segmentos, seja por delegação das urnas, seja no exercício inalienável de cidadania.
A Florianópolis de ontem continua aqui, na sua essência, na alma do lugar. No jeito “açoriano” do passado espelhado no casario, nas igrejas, nos usos e costumes de sua gente. Um “todo” indivisível – a tal cereja do bolo que configura a identidade cultural da cidade – a cara de Florianópolis, humorada e irreverente, com tantas ilhas dentro de si.
Quinta-feira, 23 de Março. Hoje é o aniversário de Florianópolis a cidade mais açoriana do Sul do Brasil. Irmã mais moça de Angra do Heroísmo, da Praia da Vitória, de Ponta Delgada. A antiga Nossa Senhora de Desterro, a nossa Florianópolis, completa 347 anos. Seu marco inicial é o ano de 1673, quando Francisco Dias Velho lançou os fundamentos da póvoa em duas léguas de terras em quadra, na Ilha de Santa Catarina. Finalmente, a cidade acerta o passo com a sua verdade histórica, retirando o véu de 53 anos que escamoteava o seu nascimento, com a aprovação da Lei 15.709/2014 pela Câmara Municipal. Por outro lado, continuaremos a celebrar o aniversário de 294 anos de elevação à Vila, do ato instituído a 23 de março de 1726.
Enquanto estiver por aqui, usufruindo da dádiva de viver sob teu regaço serei defensora aguerrida do teu patrimônio cultural de qualquer natureza. Ao assistir o Prefeito Gean Loureiro, anunciando o Registro de tantos bens culturais da nossa gente como Patrimônio Cultural Imaterial do Município dá-nos a certeza absoluta de que a nossa história cultural será respeitada e salvaguarda por nossos filhos e netos.
Parabéns Florianópolis!
Serás sempre a apetitosa “cereja do bolo” de todos nós.
Lélia Pereira Nunes,
da Academia Catarinense de Letras