Graciosa Online

Transporte marítimo

PS disposto a melhorar modelo mas sem prejudicar as ilhas mais pequenas

Transporte marítimo


“O PS está disponível para melhorar o que tem de ser melhorado nos transportes marítimos de mercadorias nos Açores, mas não a qualquer custo, muito menos prejudicando as ilhas mais pequenas”, frisou José Ávila. 

O deputado socialista falava no âmbito de um debate gerado após uma declaração política apresentada pelo CDS-PP, sobre esta matéria. José Ávila realçou que o atual modelo de transporte de mercadorias “poderá não ser o melhor do mundo, mas garante a coesão regional, é fiável dentro das contingências que existem e garante o mesmo preço para cada uma das ilhas dos Açores”. 

Outro aspeto realçado pelo socialista foi que este modelo “discrimina positivamente as exportações em relação às importações”. Criticando as posições de alguns partidos que “querem liberalizar o modelo de cabotagem insular, que já se encontra liberalizado”, José Ávila lembrou que, nos Açores, “temos apenas uma ilha com escala”, alertando que avançar para uma “liberalização total apenas desta ilha poderá colocar as restantes oito em causa”. 

Referindo-se às queixas de alguns empresários quanto à regularidade, José Ávila lembrou que “muitas das falhas de regularidade advêm das condições meteorológicas e do estado do mar, das greves e das disponibilidades dos próprios portos dos Açores”. 

Sobre o transporte marítimo de passageiros nos Açores, José Ávila lamentou que “num ano em que se espera a retoma do turismo, não tenhamos a Linha Amarela para servir melhor a ilha Graciosa e servir Santa Maria e as Flores, que se encontram privadas deste serviço”. 

“Era bom que tivéssemos uma estratégia para as ditas ilhas mais pequenas para a retoma do turismo, transversal aos transportes aéreos e marítimos”, uma “falta que é grave e pode trazer consequências a breve prazo”, frisou. 

“O GPPS entende que o atual modelo de cabotagem não está esgotado e pode ser aperfeiçoado mantendo os pressupostos que garantem a solidariedade e a coesão. Os transportes marítimos são determinantes para o abastecimento de todas as ilhas, para a mobilidade dos Açorianos e desenvolvimento do Turismo”, finalizou o deputado do PS, José Ávila. 


Fonte: PS Açores