Local

Alegada vacinação indevida continua sob investigação (Vídeo)

O Secretário Regional da Saúde escusa-se a indicar um prazo para as conclusões do relatório da ação inspetiva, numa altura em que são conhecidos novos detalhes de alegadas irregularidades na administração da vacina contra a Covid-19 no Centro de Saúde de Ponta Delgada.

© Reuters

As suspeitas de vacinação indevida na Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel foram notícia em fevereiro. O detalhe das alegadas irregularidades é agora dado a conhecer na imprensa regional.

Os maridos de duas enfermeiras, desta unidade, terão tomado a vacina, em janeiro, sem que os seus nomes constassem da lista de prioritários da IPSS onde prestam serviço.

O episódio faz parte da ação inspetiva que decorre sobre o processo de vacinação nos Açores.

Uma ação inspetiva que decorre há um mês, mas sem prazo de conclusão no horizonte.

O inquérito global às instituições, levado a cabo pela Inspeção Regional de Saúde, foi determinado a 8 de fevereiro pelo próprio secretário da tutela.

No raio de ação do apuramento dos factos está também a Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo.

RTP/Açores