Política

Paulo Estêvão sublinha maioria de câmaras não socialistas (Vídeo)

O líder do PPM, Paulo Estêvão, considerou no domingo que os resultados regionais nas autárquicas "são muito favoráveis para a coligação (PSD/CDS-PP/PPM)", que lidera o Governo Regional, pois "passa a existir nos Açores uma maioria de câmaras não socialistas".



Paulo Estêvão, que é também deputado no parlamento dos Açores, falava numa reação aos resultados das eleições autárquicas de domingo, acrescentando que, com estes resultados, "há todas as possibilidades para conseguir a presidência da associação de municípios da Região Autónoma dos Açores".

"Neste sentido trata-se de um avanço muito significativo da coligação", vincou, o deputado regional, eleito pelo Corvo, a mais pequena ilha dos Açores.

Das nove candidaturas em coligações formadas pelo PSD/CDS-PP/PPM apresentadas às eleições autárquicas nos Açores, saíram vencedoras quatro: Horta, Praia da Vitória, São Roque do Pico e Santa Cruz da Graciosa.

Na Horta, Praia da Vitória e Santa Cruz da Graciosa, a coligação conquistou as Câmaras Municipais ao PS.

Antes das autárquicas de domingo, o PS liderava em 12 das 19 Câmaras da Região Autónoma dos Açores.

Paulo Estêvão assinalou que "em apenas alguns meses a coligação consegue já governar a maioria dos municípios açorianos".

O partido concorreu a Câmara do Corvo em coligação com o PSD e CDS-PP, perdendo a corrida à presidência da Câmara para o PS, que se mantem na liderança daquela autarquia.

O líder do PPM reconheceu que o PS "ganhou" no Corvo "de forma contundente".

"E também aqui nesta matéria eu sou o principal responsável político por este fracasso político na ilha do Corvo até tendo em conta o investimento tão forte que o Governo Regional", de coligação PSD/CDS-PP/PPM, "fez ao longo dos últimos meses, uma aposta tão significativa e nós não conseguimos triunfar no Corvo", disse.

Vídeo - RTP/Açores

Texto - Lusa