Ouvir
Linha do Horizonte
Em Direto
Linha do Horizonte Miguel Freitas / Bruno Pereira

Apoios

teatromosca - "Maridos"

Estreia a 11 de Novembro

|

teatromosca - Maridos

teatromosca desafia as fronteiras entre Teatro e Cinema com estreia de “MARIDOS”, a partir de John Cassavetes

Dando continuidade ao trabalho que tem vindo a desenvolver em torno das ligações entre o Teatro e o Cinema, o teatromosca prepara-se para estrear, no dia 11 de novembro, o espetáculo “MARIDOS”, projeto que dialoga com o filme homónimo do realizador norte-americano John Cassavetes (por vezes, de forma direta, e, noutros momentos, de modo menos óbvio), obra emblemática do dito cinema independente. Partindo ainda de um longo processo criativo que teve como base os temas sugeridos por esta obra cinematográfica, as três atrizes desta nova criação do coletivo teatral sintrense, Leonor Cabral, Joana Cotrim e Carolina Figueiredo, emprestam o corpo, voz e memórias pessoais que se cruzam com outros elementos ficcionais no texto original escrito por Pedro Alves para a edificação de um espetáculo que se joga nesse terreno líquido onde as fronteiras que tenderiam a separar a vida da arte, a realidade da ficção, o teatro do cinema, são, permanentemente, postas em causa.

Tendo como base as diferentes histórias em torno de três relações amorosas desfeitas e desconstruídas, o espetáculo "MARIDOS", dirigido por Pedro Alves, procurará abordar os temas propostos pelo filme de 1970 – o subtítulo desta obra anunciava tratar-se de "uma comédia sobre a vida, a morte e a liberdade” -, assumindo, claramente, o jogo da reconstituição e do pastiche do documento cinematográfico de Cassavetes, diante do olhar dos espetadores presentes na sala – levando ainda mais longe o trabalho que tinha já sido operado no anterior “Ned Kelly”, estreado pela companhia em 2020 -, potenciado pela utilização em palco de certas particularidades da arte cinematográfica, tais como os close-ups, o raccord ou o campo e o contracampo. O recurso às técnicas do cinema – em cena, as atrizes, a equipa de filmagem e os técnicos estarão a realizar um filme, em tempo real – permitirá, não apenas, multiplicar camadas de espaço e tempo cénico, como promover o encontro das atrizes com uma composição mais microscópica da sua performance, graças à presença de câmaras de filmar, projetores de vídeo e monitores.

“MARIDOS”, com cenografia de Pedro Silva, figurinos da autoria de Helena Guerreiro, conceção vídeo de Ricardo Reis e desenho de luz e direção técnica de Carlos Arroja, estará em cena no AMAS – Auditório Municipal António Silva, de 11 a 13 de novembro, de quinta a sábado às 21h. De seguida, esta nova criação do teatromosca será apresentada em Faro, Leiria, Montemor-o-Novo, antes de seguir em digressão em 2022 por várias cidades europeias como Madrid, Varsóvia, Sófia, Palermo, Pristina, entre outras.

PROGRAMAÇÂO COMPLETA 

Foto: Catarina Lobo