Ouvir
Manhã - Antena 1
Em Direto
Manhã - Antena 1 Augusto Fernandes

Apoios

WOMEX 2022

Lisboa, 19 a 23 de outubro de 2022

|

WOMEX 2022

Depois do sucesso no Porto, o WOMEX acontece este ano em Lisboa e continua a desvendar o cartaz.

Em 2022, a Antena 1, a Antena 3 e a RDP África voltam a acompanhar o WOMEX. O "maior encontro a nível global de músicas do mundo" regressa para a sua 28.ª edição, de 19 a 23 de outubro, formando um mapa mundi de 37 países – em que Portugal tem dupla representação, com Sara Correia e Selma Uamusse.

Na conferência de imprensa desta sexta-feira, a organização do WOMEX desvendou mais 28 nomes do cartaz, que se somam aos 23 previamente anunciados. À Seleção Oficial do Programa WOMEX 22 juntam-se:

  • Afrotronix (Chade/Canadá)
  • Brenda Navarrete (Cuba)
  • Dani Larkin (Irlanda/Reino Unido)
  • Derya Yıldırım & Grup Şimşek (Turquia/Alemanha)
  • Fra! (Gana)
  • La Brigida Orquesta (Chile)
  • La Mambanegra (Colômbia)
  • Les Mécanos (França)
  • Selma Uamusse (Moçambique/Portugal)
  • Filho Rompe Pera (México)

Depois dos "números sólidos" em 2021, que o gerou uma forte projeção internacional para a música portuguesa, o WOMEX volta a contar-se em algarismos: 2500 profissionais, 300 músicos, 520 editoras e distribuidoras. 

"É uma forma de dar oxigénio aos criadores, um encontro que tem uma dimensão comercial tanto quanto afetiva, porque talvez nenhuma linguagem como a música nos permita encontrar-nos na diversidade e criar comunidade a partir disso", afirma Pedro Adão e Silva, Ministro da Cultura. Carlos Moedas, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, aponta para a "recuperação e dinamização da indústria musical após um período tão exigente, incentivando uma maior circulação de artistas e dos seus repertórios.

A cerimónia de abertura ⁠— com apresentação da Why Portugal, da Produtores Associados, da AudioGest e da Fundação GDA ⁠— consiste no espetáculo "LISBOA SOUNDS - A Nova Lisboa Tradicional". Os portugueses Beatriz Felício, Club Makumba, Expresso Transatlântico e Júlio Resende preenchem o alinhamento, com projetos musicais que estão a reinventar a tradição.


Womex 2022


Neste momento de imprensa, realizado nas Carpintarias de São Lázaro, em Lisboa, foi ainda revelada a composição de dois programas adicionais. O primeiro, Lusofónica Stage, reúne no Cinema São Jorge nove artistas oriundos da comunidade lusófona, da Galiza e da diáspora lusófona:

  • Ana Lua Caiano (Portugal)
  • Bia Ferreira (Brasil)
  • Duarte (Portugal)
  • Karyna Gomes (Guiné-Bissau/Portugal)
  • Quarteto Kastrup (Brasil)
  • Pedro Jóia (Portugal)
  • Prétu (Cabo Verde/Portugal)
Incluindo o Cinema São Jorge, são nove os espaços que o WOMEX ocupa em Lisboa:
  • Altice Arena (Feira Comercial com stands)
  • Coliseu dos Recreios (Concertos WOMEX)
  • Cinema São Jorge (Lusofónica Stage)
  • LAV - Lisboa ao Vivo (Club Summit)
  • Teatro Tivoli BBVA (Theatre Stage)
  • São Luiz Teatro Municipal (WOMEX Award Ceremony)
  • Cineteatro Capitólio (Capitólio Stage)
  • off WOMEX Stage (Parque Meyer)
  • Cinemateca Portuguesa (Public Film Screenings, programação de cinema documental)
Já haviam sido anunciados os seguintes nomes para a Seleção Oficial do Programa WOMEX 22:
  • Aguamadera (Argentina/França)
  • Al Bilali Soudan (Mali)
  • Alicia Edelweiss (Austria/UK)
  • Aywa (Marrocos/França)
  • Daniel Herskedal (Noruega)
  • Djazia Satour (Algeria/França)
  • Djely Tapa (Mali/Canada)
  • Duo Ruut (Estónia)
  • Etuk Ubong & The Etuk Philosophy (Nigeria)
  • Firas Zreik (Palestina/USA)
  • groove& (Coreia do Sul)
  • Israel Fernández (Espanha)
  • Lia de Itamaracá (Brasil)
  • Mark Eliyahu (Israel)
  • Ngulmiya (Austrália)
  • Pilani Bubu (África do Sul)
  • PoiL Ueda (Japão/França)
  • Rangamatir Baul (India)
  • Sara Correia (Portugal)
  • Startijenn (França)
  • Tęgie Chłopy (Polónia)
  • The Dizzy Brains (Madagáscar)
  • Windborne (USA)
A conferência de imprensa de sexta-feira (8) contou com os oradores António Miguel Guimarães (diretor geral da AMG Music), Alexander Walter (diretor da WOMEX), Luís Araújo (Presidente do Turismo de Portugal), Américo Rodrigues (Diretor-Geral das Artes) e Diogo Moura (Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa).