Ouvir
José Candeias
Em Direto
José Candeias

Concertos

Festival Bons Sons 2018

De 9 a 12 de Agosto em Cem Soldos, Tomar

|

Festival Bons Sons 2018

De 9 a 12 de agosto, o BONS SONS está de volta.
Quatro dias, oito palcos e mais de 45 atuações são a receita deste amor de verão que, todos os anos, traz a Cem Soldos milhares de apaixonados pela música e pela aldeia. 
Durante o festival, as ruas, as praças, os largos e as esquinas ganham uma nova vida, a música apodera-se do território, e o amor de verão acontece.

Em 2018, o cartaz do BONS SONS surpreende pela diversidade com variados géneros musicais, artistas consagrados, músicos emergentes, muitas estreias, alguns regressos acarinhados e diversas atividades paralelas.

Consulte a Programação


SALVADOR SOBRAL • SLOW J • SARA TAVARES • LINDA MARTINI • DEAD COMBO • PAUS • ZECA MEDEIROS • LENA D’ÁGUA E PRIMEIRA DAMA • SELMA UAMUSSE • SEAN RILEY & THE SLOWRIDERS • MAZGANI • CAIS DO SODRÉ FUNK CONNECTION

MIRROR PEOPLE • TOMARA • NORBERTO LOBO • LUÍS SEVERO • CONAN OSIRIS • JOÃO AFONSO • LINCE • S. PEDRO • O GAJO • JERONIMO • TIA GRAÇA • ELA VAZ • RODRIGO AMADO MOTION TRIO • FADO VIOLADO • MIGUEL CALHAZ • MOONSHINERS • THE LEMON LOVERS • 10 000 RUSSOS • PELTZER • ANTÓNIO BASTOS • MONDAY • QUARTOQUARTO • XINOBI DJ SET

HOMEM EM CATARSE • PALANKALAMA • VOZES DE MANHOUCE • ORQUESTRA DE FOLES • SARA ANJO • CRISTINA PLANAS LEITÃO • PATRICIA COSTA • COLORAU SOM SISTEMA • ARTESÃOS DA MÚSICA • META • DOURADAS ESPIGAS • FILHOS DO MEIO



NOVIDADES NA EDIÇÃO DE 2018
O novo Palco Zeca Afonso, um anfiteatro natural num campo com algumas oliveiras, muito propício a concertos destinados à nova música portuguesa. 
Por outro lado, dois palcos, que muitos já conhecem como a palma da mão, regressam com novos nomes e prontos a criarem novas memórias: o palco Tarde ao Sol, no adro da Igreja de São Sebastião, presta, a partir de agora, homenagem a Amália Rodrigues (Palco Amália) com concertos, não só durante a tarde, mas também à noite, e o Auditório de Cem Soldos passa a chamar-se Auditório Agostinho da Silva, não só durante o festival, mas durante o ano inteiro, com programação ligada às artes performativas, cinema ou atividades para crianças.

No que toca à comodidade, o BONS SONS implementou um conjunto de novos serviços, a pensar no bem-estar de quem vem viver a descontração da aldeia. Os pagamentos cashless, por exemplo, vão permitir a utilização da pulseira do festival, equipada com um chip recarregável, como moeda de pagamento. Por sua vez, a área da restauração surge aumentada, com mais diversidade e espaços mais amplos. Também a zona do campismo foi reforçada e oferece alternativas ao campismo tradicional, com tendas já montadas no recinto disponíveis em vários tamanhos, conforme o número de pessoas. A pensar nas noites quentes de verão, o festival traz ainda uma nova área de estar que convida à descontração debaixo do céu estrelado.