Ouvir
Noite - Antena 1
Em Direto
Noite - Antena 1

Concertos

Pedro Caldeira Cabral - "Guitarra de Ontem e de Hoje"

50 anos de Carreira!

|

Pedro Caldeira Cabral - Guitarra de Ontem e de Hoje

TEATRO SÃO LUIZ
  • 25 de Maio :: Sala Luis Miguel Cintra :: 21h00
  • 26 de Maio :: Jardim de Inverno :: 11h00/18h30
Concerto e encontros em torno da Guitarra Portuguesa


Antes do Grande concerto de 5ªfeira, em Lisboa, Pedro Caldeira Cabral conversou com António Macedo e tocou 4 temas do seu reportório:





Pedro Caldeira Cabral, reconhecido internacionalmente como compositor e multi-instrumentista, comemora 50 anos de carreira, num evento de dois dias, tendo como tema a valorização e promoção do legado patrimonial da Guitarra Portuguesa.
A Guitarra Portuguesa, com a sua sonoridade particular e recursos expressivos únicos, tem um passado, um presente e um futuro que importa conhecer.
Actualmente é o nosso único instrumento popular cuja transversalidade de uso se expressa nas mais diversas
áreas musicais, do Fado à Música Antiga ou da World Music ao Jazz.
O espectáculo de 25 de Maio contará com a presença de dois convidados especiais: 

Ricardo Rocha, com uma carreira solística afirmada em mais de duas décadas, apresenta as mais inovadoras composições para a guitarra portuguesa, criando uma verdadeira ruptura na tradição da escrita para este instrumento. Ricardo Rocha é também um dos melhores intérpretes das obras de Carlos Paredes e de Pedro Caldeira Cabral, às quais imprimiu uma visão pessoal numa leitura interpretativa que realça aspectos inovadores na performance guitarrística contemporânea.

Luís Marques, Professor de Guitarra Portuguesa na Academia de Música de Alcobaça é um seguidor da tradição de Coimbra. Fundador do grupo de Fados Almedina, Luis Pedro Marques é um estudioso do repertório tradicional de Guitarra Portuguesa que apresenta frequentemente a solo.
Ao longo das cinco últimas décadas, Pedro Caldeira Cabral tem prosseguido uma das carreiras mais prolíficas e prestigiantes na cena musical nacional.
Investigador na área da música tradicional (Organologia musical) e intérprete multi-instrumentista, desenvolve como compositor um estilo próprio, fundado na tradição solística da Guitarra Portuguesa, com uma discografia a solo que inclui quase duas dezenas de obras. Desde 1970, tem dado, na qualidade de solista, concertos nas principais salas e festivais da Europa, Estados Unidos da América, Colômbia, Macau e Brasil. Participou e programou diversos festivais, representou Portugal em diversos eventos Institucionais de grande prestígio e chegou a estar na génese do movimento World Music, apresentando-se com frequência
no Festival Womad de Peter Gabriel.

Direção artística: Pedro Caldeira Cabral
Músicos: Bernardo Saldanha, Duncan Fox; Joaquim Silva; Pedro Caldeira Cabral,
Convidados especiais: Luis Marques; Ricardo Rocha.
Produção executiva: Sara Serras Simões

A discografia de Pedro C. Cabral a solo inclui:

Guitarras de Portugal, Tecla (1971); Encontros, Orfeu (1982); A Guitarra nos salões do século XVIII, Orfeu (1983),; Pedro Caldeira Cabral, EMI (1985); Duas Faces, EMI (1987); Guitarra Portuguesa, GHA (1991); Momentos da Guitarra, Fenn,(1992); Variações, Mediem/WDR (1993) ; Musica de Guitarra Inglesa, BMG/RCA Classics (1998); Sons da Terra Quente, F M (2000) ;The Enchanting Modinhas and the English Guitar, Radical Media (2001); Memórias da Guitarra Portuguesa, Tradisom (2003), A Guitarra do Século XVIII, Tradisom (2003), Guitara Diversa Mastermix, (2004) e Labirinto da Guitarra /Antologia, PrimeTime (2013).