Ouvir
A Fé dos Homens
Em Direto
A Fé dos Homens

Discos

Sérgio Godinho - “Ao Vivo no São Luiz”

Edição dia 20 de Novembro

|

Sérgio Godinho - “Ao Vivo no São Luiz”

O Disco foi gravado com a Orquestra Metropolitana de Lisboa e insere-se nas celebrações de 50 anos de carreira do músico


“Há espetáculos de que continuamos a falar muito tempo depois, houve uma chispa. Não se apagou.” Quem o afirma é o próprio Sérgio Godinho e, de facto, a série de concertos que o músico deu em 2018 no Teatro São Luiz, em Lisboa, perdura ainda hoje na memória de quem teve oportunidade de os assistir.

O registo desses espetáculos chega agora em disco. “Ao Vivo no São Luiz” será lançado no próximo dia 20 de novembro e conta com o apoio da Antena1.

Nessa série de concertos que deu no Teatro São Luiz, Sérgio Godinho esteve não só acompanhado d’Os Assessores, com direção de Nuno Rafael, mas também, pela primeira vez, da Orquestra Metropolitana de Lisboa e do maestro Cesário Costa. O piano e os arranjos ficaram a cargo de Filipe Raposo. “Nunca, até agora, fiz um concerto com uma orquestra sinfónica, e isso, mais do que uma lacuna no currículo, era uma lacuna no prazer”, disse.

O São Luiz foi também a sala ideal para esta estreia de Sérgio Godinho ao lado de uma orquestra. “O São Luiz é de há muito a minha casa. Nela atuei tantas vezes, em tantos formatos, que não há dedos que as contem. É um currículo em si, que reconheço com orgulho. Até porque esta foi uma sala que conheci, no início de maio de 1974, num dos primeiros cantos livres, todos no palco, e tocas tu, toco eu. Foi o meu primeiro grande momento de comunicação em Portugal. E logo nesta sala, vinda de outras memórias. Foi importante.”

“Ao Vivo no São Luiz” é o primeiro disco de Sérgio Godinho gravado com orquestra e insere-se, assim, nas celebrações de 50 anos de uma das carreiras mais marcantes da história da música portuguesa. O disco conta, pela primeira vez, com canções do álbum “Nação Valente” (2018) editadas ao vivo, bem como outros temas emblemáticos dos 50 anos de percurso de Sérgio Godinho