Ouvir
José Candeias
Em Direto
José Candeias

Os Dias da Rádio

Janita Salomé - "A Valsa dos Poetas"

|

Janita Salomé - A Valsa dos Poetas

Janita Salomé , que acaba de editar "A Valsa dos Poetas", conversou com Ana Sofia Carvalhêda sobre este seu novo trabalho e sobre o concerto do próximo dia 5 de Junho no Teatro da Trindade.
Ouça a Entrevista


O Teatro da Trindade vai ser palco de um espectáculo memorável por um dos grandes artistas da música popular portuguesa - Janita Salomé - com a apresentação do seu novo álbum de originais “Valsa dos Poetas” editado a 20 de Abril.

O concerto, que terá lugar no dia 5 de Junho às 21h30, no Teatro da Trindade, terá a participação de todos os intervenientes no disco. Assim, Janita Salomé irá partilhar o palco com Filipe Raposo e Rúben Alves ao piano, Miguel Amado e António Quintino no baixo no contrabaixo, Mário Delgado e João Firmino na guitarra, Carlos Miguel e Quiné Teles na bateria e percussões. Contará ainda com a participação da cantora Luanda Cozetti e da soprano Catarina Molder que darão voz, respectivamente, às faixas “A música inventa o lume” e “Aos meus poetas”.

Nesta noite de evocação aos poetas e de apologia à palavra, o autor e compositor não deixará, no entanto, de revisitar temas de álbuns anteriores como “Em Nome da Rosa”, “Vinho dos Amantes” ou “Cantar ao Sol”.

“Valsa dos Poetas” apresenta ao longo dos seus doze temas (nove originais e três reedições com novos arranjos) uma visão do mundo próprio construído de múltiplos matizes e surge com as palavras que se juntam amorosamente às músicas e aos ritmos, à vez, dolentes ou vertiginosos, que o compositor criou inspirado nas cadências que cada poeta emprestou à sua escrita.
As deambulações deste experimentalista versátil e multifacetado transportam-no agora para um novo mundo visto através da pena dos poetas. Assim nasce este novo trabalho de Janita Salomé, o 15º do seu repertório, numa vontade de prestar homenagem aos muitos poetas e escritores, portugueses e estrangeiros, que deram palavra (e alma) às suas composições. Desta viagem antológica fazem parte poemas de Carlos Mota de Oliveira, Charles Bukowski, Jaime Rocha, José Afonso, José Jorge Letria, Luís Andrade (o Pignatelli) e Luís Vaz de Camões.