A festa do cinema francês em mais cidades
Jean Jacques Annaud e o último lobo: filme estreia na abertura da Festa.

Festival  

A festa do cinema francês em mais cidades

A edição mais alargada da Festa vai mostrar o mais recente cinema francês em outubro e novembro.

Trailer/Cartaz/Sinopse:
 A festa do cinema francês em mais cidades
A Hora do Lobo 1967, no período Maoísta, Chen Zen, um jovem estudante de Pequim, é enviado para a Mongólia com a missão de educar uma população rural isolada. Mas na verdade é Chen quem tem bastante a aprender sobre a vida, sobre a noção de comunidade e sobre a criatura mais venerada das estepes, o lobo, neste local hostil e vertiginoso. Seduzido pela ligação complexa e quase mística entre estas criaturas ...

A Festa do Cinema Francês vai exibir este ano 60 filmes, sete deles em ante-estreia mundial, iniciando-se em Lisboa a 8 de outubro e com encerramento no final de novembro, depois de passar por 18 cidades do país.

"O Último Lobo", de Jean-Jacques Annaud, padrinho do certame, abre, a 8 de outubro, em antestreia nacional (o filme estará nos cinemas portugueses a partir de 22 de outubr).

A programação inclui 15 filmes que são primeiras obras e 41 ante-estreias, sete delas mundiais, como "Mon Roi", de Maiwen, "Les Anarchistes", de Elie Wajeman, ou o filme de animação "Mune, Le Gardien de la Lune", de Benoît e Alexandre Philippon.

De acordo com a organização, o realizador Jacques Doillon, que estará em Portugal, será alvo de uma retrospetiva com oito filmes, entre eles "Mes séances de lutte" (2013) e "Ponette"(1996).

Jean-François Blarel, embaixador da França em Portugal, sublinhou que a Festa do Cinema Francês "é da maior importância dentro das iniciativas culturais francesas em Portugal e este ano estende-se a 18 cidades de norte a sul do país".

"Temos uma grande aposta no jovem cinema francês", referiu o diplomata sobre a produção de um país que, segundo dados divulgados na conferência de imprensa, é o segundo maior exportador de filmes para o mundo, a seguir aos Estados Unidos.

Os mercados para os quais a França mais exporta é o europeu, seguindo-se o asiático e em terceiro o norte-americano.

Relativamente ao balanço dos últimos anos do evento, a organização salientou a gradual expansão para outras cidades do país, as exibições gratuitas nas escolas e apontou a dificuldade de medir a adesão em números.

Indicou, no entanto, que nas cidades onde está implantada a Alliance Française (rede de ensino do francês) essa procura é maior, ou ainda no norte de Portugal, onde existem emigrantes portugueses regressados daquele país.

Este ano, a 16ª edição da Festa do Cinema Francês vai passar pelas seguintes cidades depois de Lisboa: Braga, Almada, Portimão, Porto, Aveiro, Évora, Santarém, Coimbra, Leiria, Faro, Viana do Castelo, Setúbal, Beja, Caldas da Rainha, Guimarães, Seixal e São Pedro do Sul.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Festival