Cinema Ideal contesta afirmação de que exibidores portugueses não quiseram estrear O Irlandês

Mais Cinema  

Cinema Ideal contesta afirmação de que exibidores portugueses não quiseram estrear "O Irlandês"

Um comunicado da direção do cinema de Lisboa afirma que mostrou interesse em exibir o filme de Scorsese.

Artigo recomendado:
Cinema Ideal contesta afirmação de que exibidores portugueses não quiseram estrear O Irlandês
Mais Cinema
"O Irlandês": Scorsese fora da sala de cinema É a produção mais cara de sempre de um filme de Scorsese e tem recebido o elogio quase unânime da crítica, mas em Portugal não será exibido ...

Num comunicado, a direção do Cinema Ideal afirma que mostrou interesse em estrear "O Irlandês", de Martin Scorsese e que foi a Netflix a recusar a ideia.

O cinema lisboeta, que há um ano exibiu "Roma", outra produção da Netflix, diz que "fez as diligências necessárias e suficientes para demonstrar o seu interesse em estrear o filme".

No mesmo texto, enviado na tarde de quarta-feira, O Cinema Ideal revela ter sido contactado pela agência de comunicação da Netflix em Portugal para a realização de uma projecção destinada à imprensa. A essa proposta responderam que só a fariam caso pudessem estrear o filme, algo que a porta-voz da Netflix, segundo afirma o Cinema Ideal, recusou.

O visionamento de imprensa acabou por se realizar na Culturgeste.

Para a empresa dirigida pelo também produtor e distribuidor Pedro Borges, "a decisão da Netflix de não autorizar a estreia de 'O Irlandês' em Portugal" representa uma "falta de respeito pelos portugueses que gostam de cinema" e uma "afronta desnecessária e escusada".

A Netflix recusa cumprir a habitual janela de 90 dias entre a exibição em sala e a estreia noutros suportes. Ainda assim, conseguiu que o filme fosse exibido em salas independentes nos Estados Unidos, em Espanha, Itália, na Coreia do Sul e na Alemanha.

Em Portugal, "O Irlandês" só será visto por quem subscrever o serviço da Netflix.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais Cinema