Cinema Nimas reabre com Oliveira e Kubrick
Keir Dullea em "2001: Odisseia no Espaço": um clássico do passado e do futuro

Mercado  

Cinema Nimas reabre com Oliveira e Kubrick

A pouco e pouco, eis a boa notícia: as salas de cinema vão reabrindo, devolvendo aos espectadores a dimensão mais primitiva (e também mais essencial) dos filmes — hoje é a vez do Nimas, em Lisboa.

Artigo recomendado:
Cinema Nimas reabre com Oliveira e Kubrick
Box Office
UCI reabre hoje as salas no Arrábida Shopping A empresa que pertence ao grupo Odeon volta ao trabalho esta segunda-feira, com a reabertura das salas no centro comercial Arrábida ...

Como assinalar a reabertura das salas de cinema? Entenda-se: como sublinhar a importância decisiva — cultural & comercial — dos circuitos clássicos de difusão na vida, na história e na mitologia dos filmes?

Hoje mesmo, 10 de de junho, a resposta do cinema Nimas, em Lisboa, tem tanto de simples como de eloquente. A saber: dando a (re)ver dois títulos marcantes, um de Manoel de Oliveira, outro de Stanley Kubrick. Respectivamente: "Non, ou a Vã Glória de Mandar" (1990) e "2001: Odisseia no Espaço" (1968).

O primeiro passa às 15h00, o segundo às 18h00 e 21h00 — no caso de "Non", a projecção será seguida de uma conversa com Paulo José Miranda, autor de uma biografia de Oliveira, e o produtor Paulo Branco.

Cruzam-se, assim, duas visões de desmedida ambição artística: Oliveira apostando em fazer um retrato de Portugal através de momentos em que a experiência da derrota militar (incluindo Alcácer-Quibir e a Guerra Colonial) marcou de modo indelével a identidade da nação; Kubrick desafiando todas as fronteiras, técnicas e narrativas, do próprio conceito de cinema, gerando um objecto futurista que, em boa verdade, continua a ser vanguardista.

Entretanto, também hoje no Nimas, amanhã no Teatro Municipal Campo Alegre (Porto), depois em várias cidades, a Medeia Filmes arranca com um dos grandes acontecimentos desta nossa inusitada, e muito desejada, "rentrée": um ciclo Luis Buñuel, com uma dezena de títulos, incluindo, em estreia comercial, "O Anjo Exterminador" (1962).

por
publicado 12:05 - 10 junho '20

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais Cinema