Era uma Vez em Hollywood regressa com mais 10 minutos
Brad Pitt e Leonardo DiCaprio no filme de Tarantino — agora em versão "longa"...

Cinema norte-americano  

"Era uma Vez em Hollywood" regressa com mais 10 minutos

A notícia diz respeito apenas ao mercado dos EUA: a partir do dia 25 de Outubro, a nona longa-metragem de Quentin Tarantino vai ser relançada numa versão com mais 10 minutos que a cópia estreada a 26 de Julho.

Artigo recomendado:
Era uma Vez em Hollywood regressa com mais 10 minutos
Cinema norte-americano
"Era uma Vez em Hollywood" não será estreado na China "Era uma Vez em Hollywood", nono título da filmografia de Quentin Tarantino, não vai ser exibido nas salas da China. A representação da ...
Crítica recomendada:
Era uma Vez em Hollywood regressa com mais 10 minutos
Estreias
Hollywood é uma fábula Foi um dos momentos altos do Festival de Cannes, ficando também, desde já, como um dos títulos fundamentais do ano de 2019: com "Era uma ...

Vem aí uma versão longa de "Era uma Vez em Hollywood"... Enfim, nos EUA, pelo menos, os espectadores vão poder (re)descobrir a nona longa-metragem de Quentin Tarantino com mais alguns minutos que a cópia lançada no período de estreia.

Ironicamente ou não, a notícia surgiu poucos dias depois de ter sido anunciada a interdição do filme no mercado chinês, aparentemente por causa do tratamento dramático da personagem de Bruce Lee (de ascendência chinesa, recorde-se). De acordo com informação divulgada nessa altura, Tarantino recusou fazer qualquer corte na sua montagem.

Nesta sexta-feira, 25 de Outubro, "Era uma Vez em Hollywood" surgirá de novo em 1000 salas dos EUA, agora com quatro novas cenas e mais 10 minutos de duração (além dos 161 originais).

Trata-se de um número espectacular de ecrãs, tendo em conta que este é um filme cuja estreia efectiva ocorreu apenas há cerca de três meses, a 26 de Julho, tendo encerrado a 25 de Setembro a sua janela de exibição nas salas.

Para já, "Era uma Vez em Hollywood" obteve 139 milhões de dólares de receita nos EUA, acumulando 368 milhões em todos os mercados (respectivamente, 125 e 330 milhões de euros); o seu orçamento de produção foi de 90 milhões de dólares (cerca de 80 milhões de euros).

por
publicado 23:53 - 23 outubro '19

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Norte-americano