O triunfo de CODA num Sundance (quase) virtual
Emilia Jones interpreta a personagem central de "CODA"

Festival  

O triunfo de "CODA" num Sundance (quase) virtual

O remake do filme francês venceu em quatro categorias no festival de cinema independente.

O drama "CODA", de Sian Heder, venceu a edição 2021 do Festival de Cinema de Sundance. Recebeu o Grande Prémio do Júri da competição norte-americana, o prémio para a melhor realização, o Prémio do Público e ainda um Prémio Especial do Júri para o conjunto do elenco.

Com o título construído em redor das iniciais de "Children of Deaf Adults" (que significa "filhos de adultos surdos"), o filme adapta para a realidade norte-americana a produção francesa "A Família Bélier", de 2014. Aqui, a história muda-se para uma comunidade piscatória na costa do Massachusetts onde Ruby, de 17 anos, é o único membro da família que ouve. Com ambições de se tornar cantora, sente-se dividida entre o dever para com os pais e o irmão e os seus sonhos.

Outros vencedores do festival que teve lugar entre 28 de janeiro e 3 de fevereiro incluem "Summer of Soul (...or, When the Revolution Could Not be Televised)", do músico Questlove, na secção de documentários, e "Hive", da cineasta kosovar Blerta Basholli, na secção internacional

Em Portugal, "CODA" tem distribuição assegurada pela Pris Audiovisuais.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Festival