Primeiros prémios a caminho dos Oscars

Oscar 2015  

Primeiros prémios a caminho dos Oscars

Foram conhecidos os primeiros vencedores da temporada de prémios de cinema que culminará com a entrega dos Oscars em fevereiro de 2015.

O início da temporada de prémios de cinema começou, como é hábito, com o anúncio dos vencedores dos Gotham Independent Spirit Awards, organizados pelo Independent Filmmaker Project (IFP), de Nova Iorque.

Concentrados exclusivamente no cinema feito fora dos grandes estúdios da costa oeste dos EUA, os Gotham Awards deste ano distinguiram "Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)", de Alejandro G. Iñárritu como o melhor filme. O protagonista, Michael Keaton, venceu entre os atores pelo papel de um ator decadente que tenta fazer renascer a carreira num musical na Broadway.

A melhor atriz do ano, para o júri do IFP, foi Julianne Moore em "Still Alice", a história de uma professora de linguística diagnosticada com a doença de Alzheimer.

Também os críticos de Nova Iorque fizeram saber quais os seus favoritos em 2014. O eleito como melhor filme, pelo New York Film Critics Circle foi "Boyhood-Momentos de Uma Vida" o projeto de longo fôlego de Richard Linklater que decidiu filmar os mesmo atores ao longo de 12 anos, como se fossem uma família, registando assim com maior grau de realismo as mudanças, problemas e conflitos na vida de um jovem a caminho da idade adulta.

Linklater recebeu também a distinção de melhor realizador, mas as escolhas nas principais categorias de representação foram para outros filmes.

A francesa Marion Cotillard ganhou entre as atrizes pela interpretação de uma mulher em luta contra o tempo no drama "Dois Dias, Uma Noite" e pelo papel de uma ingénua que chega à América repleta de sonhos, mas acaba explorada por um homem sem escrúpulos, em "A Imigrante". Timothy Spall, foi escolhido como melhor ator masculino graças à sua interpretação do pintor J.M.W. Turner no filme de Mike Leigh.

Os terceiros da longa lista de agremiações, sindicatos e grupos de jornalistas e críticos a divulgarem as suas preferências foram os membros da National Board of Review (NBR), que premiaram "A Most Violent Year" como melhor filme do ano. O drama de J.C. Chandor acerca de um casal que tenta sobreviver entre o caos da Nova Iorque de início da década de 80, dividiu ainda o triunfo na categoria de melhor ator, através de Oscar Isaac, com Michael Keaton, por "Birdman".

O melhor realizador foi Clint Eastwood, pelo trabalho em "American Sniper", a história do mais mortífero atirador de elite do exército norte-americano. Julianne Moore foi a melhor atriz, de acordo com o NBR pelo protagonismo em "Still Alice".

A temporada de prémios prossegue até meados de fevereiro. Os pontos altos serão, como sempre, o anúncio das nomeações dos Globos de Ouro, da Associação de Imprensa Estrangeira em Hollywood, a 11 de dezembro, e a respetiva entrega de prémios um mês depois, a 11 de janeiro; as nomeações para os Oscars, a 15 de janeiro e, por fim, a gala de entrega das estatuetas marcada para 22 de fevereiro, no Dolby Theatre, em Los Angeles.

por
publicado 15:08 - 07 dezembro '14

Recomendamos: Veja mais Artigos de Oscar 2015