Produção de Don Quixote suspensa - mais uma vez

Mais Cinema  

Produção de "Don Quixote" suspensa - mais uma vez

O realizador Terry Gilliam acusa o produtor português Paulo Branco de não ter conseguido reunir o dinheiro necessário.

Artigo recomendado:
Produção de Don Quixote suspensa - mais uma vez
Cinema Português
Paulo Branco produz "The Man Who Killed Don Quixote" de Terry Gilliam Após várias tentativas, o ex-Monty Python prepara-se para recuperar uma ideia que tem sido afetada por inúmeros azares.

As filmagens de "The Man Who Killed Don Quixote" não começam no início de outubro, como previsto. A novidade surgiu pela voz do realizador, Terry Gilliam, numa entrevista ao programa de rádio da BBC2 conduzido por Jonathan Ross.

O antigo membro do grupo de humoristas Monty Python revelou que "o produtor, um fulano português, afirmou que teria todo o dinheiro a tempo. Há algumas semanas, ficou provado que não o tinha."

Nas mesmas declarações, Gilliam sublinha que o projeto está apenas suspenso e acrescenta um gracejo sobre a eventualidade de poder morrer antes da concretização do filme que, desta forma, sofre o terceiro adiamento dos últimos 20 anos.

Em 1999, ainda com o título "Lost in La Mancha", uma tempestade que destruiu os cenários, problemas financeiros e uma hérnia discal que afetou o ator Jean Rochefort, levaram ao fecho da rodagem onde também figurava Johnny Depp.

Já em 2015, uma nova tentativa ficou no papel quando um cancro diagnosticado a John Hurt obrigou a encerrar o projeto à nascença.

Agora, Gilliam aponta o dedo a Paulo Branco. Num post publicado dois dias depois, na sua página na rede social Facebook, o produtor português aparece numa montagem fotográfica com referências a isenções de impostos e contratos por cumprir.

O filme, com argumento de Gilliam e Tony Grisoni, é uma adaptação livre do romance "Dom Quixote de La Mancha", do escritor espanhol Miguel de Cervantes, com a acção a decorrer entre o presente e o século XVII. Adam Driver, do novo "Star Wars", iria interpretar um realizador publicitário que regressa a uma vila espanhola onde rodou um filme sobre Cervantes. No local encontra um homem que julga ser Dom Quixote, interpretado por Michael Palin.

Anteriormente fora anunciado que a produção teria lugar em Espanha e em Portugal, com um orçamento na ordem dos 16 milhões de euros. "The Man Who Killed Don Quixote" seria uma produção da Alfama Filmes, de Paulo Branco, sediada em França, com a Tornasol Filmes, de Espanha, e a Leopardo Filmes, de Portugal.

Contactado pelo CINEMAX, Paulo Branco afirmou que, neste momento, não pretende comentar o assunto.

Na próxima terça-feira, 11 de outubro, Branco estará na apresentação do Lisbon and Estoril Film Festival 2016, de que é diretor.

por
publicado 12:57 - 08 outubro '16

Recomendamos: Veja mais Artigos de Mais Cinema