Trump critica entrega de Oscar a "Parasitas"

O presidente dos EUA falava num comício eleitoral em Colorado Springs.

O presidente norte-americano Donald Trump criticou a entrega do Oscar de melhor filme a "Parasitas", drama sul-coreano sobre uma família que tenta escapar à pobreza insinuando-se junto de um casal rico.

"Viram como foram maus os prémios da Academia, este ano? E o Oscar vai para... um filme da Coreia do Sul!" afirmou num comício em Colorado Springs, referindo-se à cerimónia de entrega dos prémios que decorreu a 10 de fevereiro, em Los Angeles.

"Mas o que se passa? Já temos problemas suficientes com a Coreia do Sul por causa do comércio. E ainda lhes vamos dar o Oscar de melhor filme. Se o filme é bom? Não sei. E se fizessem regressar 'E Tudo o Vento Levou', por favor? Ou 'Crepúsculo dos Deuses'. Tantos filmes bons...", acrescentou.

Realizado por Bong Joon-ho, "Parasitas" recebeu quatro Oscars e fez história por ter sido a primeira longa-metragem em lingua não inglesa a ganhar a categoria de Melhor Filme. Ao principal prémio da noite, juntou ainda os triunfos de Melhor Filme Internacional, Melhor Realizador e Melhor Argumento Original.

As críticas de Trump a Hollywood não se ficaram por aqui com o presidente norte-americano a apelidar Brad Pitt de "pequeno espertalhão" pela intervenção em que aceitou o Oscar de Melhor Ator Secundário, pelo seu trabalho em "Era Uma Vez... Em Hollywood". Pitt fez uma breve referência ao processo de distituição que decorreu em Washington do qual Trump foi ilibado, graças à maioria republicana no Senado.

Numa curta e irónica resposta ao discurso de Trump, a Neon, que distribui "Parasitas" nos EUA, escreveu simplesmente: "Entende-se, ele não sabe ler", numa alusão ao facto de o filme ser exibido com legendas.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de