Cultura

Alunos de Santa Cruz regressam de projeto Erasmus na Polónia

Sete alunos e três professores da escola de Santa Cruz regressaram hoje à Madeira depois de uma experiência Erasmus de uma semana, na Polónia.

Alunos de Santa Cruz regressam de projeto Erasmus na Polónia

Fotos: Cesário Camacho e Escola Básica e Secundária de Santa Cruz

A visita à cidade de Zabrze, na Polónia, insere-se no projeto europeu ‘Let me be your Guide - A walk through of my cultural heritage’. A parceria com uma escola local permitiu a participação dos alunos madeirenses em atividades de conhecimento e de aprendizagem dos modos e vivências da cultura polaca.

Os madeirenses foram recebidos pelo presidente da comunidade de Zabrze, Jana Pawlucha que fez um discurso motivador, salientando que o futuro é das crianças e da importância dos professores no caminho para a aprendizagem: "Kids are born with wings but teachers help them to spread their wings and learn". A Diretora Asha Slowińska agradeceu a hospitalidade dos jovens madeirenses aquando da visita dos estudantes polacos à Madeira, em maio, e reafirmou a importância do projeto para a partilha de experiências entre países com vivências distintas.
Erasmus-Santa-Cruz-5
Os alunos passaram pela cidade de Cracóvia para visitar as Minas de Sal de Wieliczka que faz parte do património mundial da UNESCO e fizeram uma visita cultural à praça principal da zona velha da cidade com traços medievais. Visitaram a Wilson Shaft Gallery para conhecer um pouco dos artistas plásticos polacos e uma antiga mina de carvão "Sztolnis Krolowa Luiza", construída durante 64 anos (1799 a 1863) tornando-se o mais longo edifício hidrotécnico subterrâneo relacionado com a mineração de carvão ainda em funcionamento.

Nos cinco dias da deslocação à Polónia os alunos da Escola Básica e Secundária de Santa Cruz desenvolveram trabalhos com os estudantes polacos, anfitriões, e tiveram a oportunidade de provar a gastronomia tradicional daquele país.

O projecto Erasmus+ de Santa Cruz é uma parceria que envolve a Eslovénia e a Polónia e pretende “consciencializar os alunos para a diversidade cultural, ensinando-os a tolerar e valorizar essa mesma diversidade através de experiências e atividades que visam conhecer o património histórico, cultural e ambiental dos países parceiros”.