Desporto

Presidente do Marítimo fala em época “tranquila” apesar de falhar lugar europeu

Carlos Pereira fez hoje um balanço da temporada, que classificou de tranquila, embora tenha lamentado ter falhado um lugar de acesso às competições europeias de futebol.

Presidente do Marítimo fala em época “tranquila” apesar de falhar lugar europeu

© CS Marítimo

"Nós vivemos uma época tranquila, em que não atingimos o objetivo que queríamos, mas foi uma época em que todos deram aquilo que era possível. Uns jogaram mais, outros menos, mas o futebol é isto mesmo. Não cabem mais do que 11 em cada início de partida", referiu no almoço de final de época, que reuniu as equipas A e B e respetivas equipas técnicas, além de membros da direção do clube.

Carlos Pereira disse estar "satisfeito" com todos os que trabalham no emblema madeirense, pois tentaram "dar o máximo", com vontade de vencer.

A mês e meio da abertura do mercado de transferências, o dirigente lembrou que o "futebol é o momento" e deixou uma mensagem aos jogadores.

"A única pessoa no Marítimo que não é transferível é o presidente. Não sei se o Daniel [Ramos] vai contar com vocês todos, mas vai contar com a grande maioria de vocês com certeza", disse, destacando a preparação para a próxima temporada, que será "dura e de trabalho".

A massa associativa não foi esquecida e Carlos Pereira agradeceu o apoio, apontando para uma bandeira maritimista a envolver a ilha da Madeira.

"A bandeira do Marítimo quase abrange toda a região. É 90% dos nossos simpatizantes, dos nossos sócios. É com eles que nós vivemos e é para eles que nós temos de lhes dar uma palavra de agradecimento por todo o empenho e dedicação e o apoio a cada jogo e a cada dia que faz o crescimento do Marítimo", endereçou, terminando o discurso com o desejo de "férias felizes" para os jogadores.

LUSA