Economia

Alojamentos estão a valorizar

No quarto trimestre de 2020 (últimos 3 meses), o preço mediano de alojamentos familiares na Madeira foi de 1.264 euros/m2, posicionando-se, a par do Algarve (1 809 euros/m2), da Área Metropolitana de Lisboa (1 638 euros/m2) e da Área Metropolitana do Porto (1 288 euros/m2), acima do valor nacional (1 188 euros/m2).

Alojamentos estão a valorizar
No conjunto das cidades com mais de 100 mil habitantes, pontifica o Funchal, cidade na qual o crescimento também desacelerou, com a taxa de variação homóloga a passar de 12,7% no 3.º trimestre para 8,7% no 4.º trimestre de 2020 (-4,0 p.p.).

Já nos últimos 12 meses, o preço mediano de alojamentos familiares na Região Autónoma da Madeira foi de 1 322 euros/m2, traduzindo este valor um aumento homólogo de 10,5%. A nível nacional, o preço mediano ascendeu a 1 188 euros/m2.
 
Note-se ainda que na Madeira o valor do segmento dos alojamentos novos (1 562 euros/m2) continuou a superar o valor dos alojamentos existentes (1 252 euros/m2) em 310 euros/m2.

Quer para Portugal, quer para a Madeira, o valor do trimestre em referência é o mais alto da série, que tem início no 1.º trimestre de 2016.

Se se alargar o âmbito de análise aos últimos dois anos, conclui-se que o preço mediano de alojamentos familiares, na Madeira, cresceu 9,5% nesse período, abaixo da média do país (+19,3%).

Para os apartamentos, o valor observado na Madeira (1 477 euros/m2) foi superior em 9,6% ao verificado para o conjunto do país (1 348 euros/m2). Nos apartamentos existentes, o valor regional fixou-se nos 1 382 euros/m2, sendo que para o país aquele valor ronda os 1 311 euros/m2.
 
Nas freguesias da cidade do Funchal, sobressai São Martinho, que apresentou, no quarto trimestre de 2020, valores (2 040 euros/m2) bastante superiores à média da cidade para a totalidade dos alojamentos (1 724 euros/m2). Seguem-se a agregação das freguesias centrais de São Pedro, Santa Luzia e Sé, com 1 667 euros/m2 e Santo António com 1 547 euros/m2.
 
Na freguesia do Caniço, o preço mediano de alojamentos familiares ascendeu a 1 265 euros/m2, valor que supera o verificado para o conjunto do município de Santa Cruz (1 235 euros/m2). De referir que nesta freguesia este indicador cresceu em termos homólogos (+10,6%).

O preço mediano das vendas de alojamentos de tipologia T0 ou T1 foi de 1 418 euros/m2, o mais elevado se comparado com as restantes tipologias, casos do T2 (1 304 euros/m2); T3 (1 349 euros/m2) e T4 ou superior (1 004 euros/m2).