Economia

Taxa de inflação na Região atinge valor mais elevado em nove anos

A taxa de inflação, compreendida na variação média dos últimos 12 meses do Índice de Preços no Consumidor – IPC, de junho de 2022 subiu até aos 4,0%, correspondente ao valor mais elevado desde agosto de 2013.

Taxa de inflação na Região atinge valor mais elevado em nove anos
A pressão nos preços e o aumento do custo de vida já se vem sentido há alguns tempos na Região, contudo, a Junho de 2022 estes valores atingiram um máximo sem paralelo há cerca de 30 anos. Em termos homólogos a variação positiva do valor percentual da inflação não atingia um número tão alto desde setembro de 1992, registado assim, a junho de 2022, uma variação de 8,8%.
 
No que toca ao valor da taxa de inflação, está compreendido nos 4,0%, o valor mais elevado desde agosto de 2013.

O Indicador Regional de Atividade Económica (IRAE) indica ainda, que apesar da inflação, a atividade económica da RAM se manteve em crescimento, apresentando, contudo, alguma desaceleração entre abril e junho de 2022. Com sectores como a comercialização de vinho “Madeira”, a verificar no 2.º trimestre de 2022, uma variação homóloga positiva, quer na quantidade (+16,4%), quer no valor (+30,5%).

No que diz respeito aos dados do desemprego, no 2.º trimestre de 2022, a taxa de desemprego regional fixou-se em 7,3%, valor inferior em 0,2 pontos percentuais (p.p.) em relação ao trimestre anterior e em 1,1 p.p. face ao trimestre homólogo. No mesmo trimestre, a remuneração bruta total mensal média por trabalhador registou uma variação homóloga de 2,3% na Região, situando-se nos 1 402 Euros.