Política

Associação de Atletismo reage às declarações de Pedro Calado (áudio)

O presidente da Associação de Atletismo da Madeira, Policarpo Gouveia, reconheceu hoje que um evento como a «Maratona do Funchal» traz constrangimentos ao nível de trânsito, mas garante que ninguém vai ficar preso em casa durante sete horas.

Policarpo Gouveia, Associação de Atletismo | Antena 1

Uma reação às declarações de Pedro Calado, presidente da Câmara do Funchal, que manifestou a intenção de acabar com a interrupção da circulação automóvel provocada pela prova de atletismo.

Policarpo Gouveia acrescentou que a associação de Atletismo está aberta a sugestões para atenuar os constrangimentos.

Contudo, o presidente da Associação de Atletismo admitiu a dificuldade de arranjar um percurso de 42 quilómetros alternativos.