Política

Covid-19: PS/Madeira adia eleição de novo líder e congresso regional (Áudio)

A eleição do próximo presidente do PS/Madeira, agendada para 9 de maio, e o congresso regional do partido marcado para 23 e 24 desse mês foram adiados devido à Covid-19, anunciou a comissão regional dos socialistas.

Bernardo Trindade © DR

“O Partido Socialista/Madeira decidiu adiar o congresso do partido, devido à pandemia de Covid-19”, pode ler-se na informação divulgada pela estrutura política na Região.

O presidente da Comissão Regional refere, citado na nota, que “a atual situação de emergência causada pela pandemia de Covid-19 levou à tomada de decisão de adiar estes atos”.

Na opinião de Bernardo Trindade, “é do mais elementar bom senso que o PS proceda em conformidade e proceda ao adiamento, sendo que o agendamento do congresso se fará, tranquilamente, um pouco mais para a frente”.

O dirigente socialista adianta que a nova data ainda não está definida, acrescentando que “será convocada para esse efeito uma nova reunião da Comissão Regional, órgão que tem o poder de agendamento do congresso”.

“As nossas vidas, hoje, estão suspensas”, sublinha o responsável, complementando que o novo agendamento será feito com “tranquilidade e bom senso”.

O partido lembra que há uma Comissão Organizadora do Congresso eleita, que “está a proceder normalmente”, pelo que serão definidas novas datas de eleição de delegados e de recebimento de candidaturas: “Graças às novas tecnologias, há possibilidade de ser feita uma reunião por teleconferência, com o envolvimento de todos”.

Também devido à situação de emergência sanitária, além da escolha do novo líder dos socialistas madeirenses, ficam adiadas as eleições da presidente das Mulheres Socialistas.

Às eleições para a presidência do PS/Madeira é já conhecida a candidatura do ex-presidente da Câmara do Funchal e atual deputado na Assembleia Legislativa da Madeira Paulo Cafôfo.

O novo Coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 70 mil.

Dos casos de infeção, mais de 240 mil são considerados curados.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 311 mortes, mais 16 do que na véspera (+5,4%), e 11.730 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 452 em relação a domingo (+4%).

De acordo com os últimos dados divulgados pelo Instituto da Administração da Saúde da Madeira (IASAUDE), domingo a Região tinha o registo de 47 casos de infetados com a Covid-19.

C/Lusa